21.9 C
Vitória
domingo, 24 outubro 2021

Um chamado à justiça e retidão

A mensagem de Amós para a igreja de hoje

Por Marlon Max

O livro de Amós faz parte do grupo dos livros chamados Profetas Menores. Um livro pouco conhecido, mas nem por isso menos inspirado. Sua mensagem foi impactante para os leitores da época e certamente será para os dias atuais, tirará o leitor de sua zona perigosa de conforto.

Augustus Nicodemus, com sabedoria e coração pastoral, nos mostra a urgência de conhecer mais sobre o Deus dos profetas, que é o mesmo Deus de hoje. Ou seja, Deus não é apenas Senhor dos cristãos, ele é Senhor do mundo. Ele proferiu juízo às nações pagãs da época e também o fará com as nações atuais que insistem em desobedecê-lo. Nada escapará do seu escrutínio.

Ao expor cuidadosamente Amós, Augustus também ressalta outro aspecto do caráter de Deus, a paciência. Mas esclarece que a paciência divina um dia encontrará seu termo, conforme o próprio profeta anuncia. Por fim, explicita o tema central do livro, que é a enorme expectativa de que o povo de Deus se arrependa. E essa é a grande mensagem de Amós para a igreja brasileira hoje!

Sobre o Autor

É mestre e doutor em Novo Testamento e interpretação bíblica com pós-doutorado em Novo Testamento.

É pastor da Primeira Igreja do Recife, professor de Hermenêutica e de Novo Testamento no Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper, além de vice-presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil.

É casado com Minka Lopes, com quem tem quatro filhos: Hendrika, Samuel, David e Anna. É autor de vários livros, entre eles O poder de Deus para a salvação, O poder de Deus para a santificação, A conquista da Terra Prometida, A compaixão de Deus, Cristianismo na universidade, Livres em Cristo, O Pentecostes e o crescimento da igreja e A supremacia e a suficiência de Cristo, publicados por Vida Nova.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se