Juliano Son em “Tudo novo”

Foto: Divulgação

Cantor lançou nesta terça (16) seu primeiro projeto musical pela Sony Music e a canção tema do novo EP

Após alguns meses de gravações, curadoria e muito trabalho, Juliano Son lançou nesta terça (16) o primeiro single de seu novo projeto musical “Tudo Novo”. É o projeto de estreia na Sony Music.

Serão três singles com videoclipe e o EP total com 5 canções que poderão ser acessadas nas plataformas digitais. Confira aqui a canção “Tudo Novo”.

“A canção Tudo Novo vem celebrar a novidade de vida que encontramos em Cristo e também confirmar um tempo que estamos vivendo no âmbito pessoal, no âmbito ministerial e social. Existe uma expectativa em nossos corações quanto à novidade que vem e essa canção fala sobre isso“, afirma o músico.

O cantor sempre buscou estar atento à missão de cada trabalho, a fim de que cada um sempre tivesse um propósito e a sonoridade e o conteúdo se alinham dentro do contexto. “Fiquem atentos porque as próximas canções estarão chegando. São músicas que vão despertar algo de muito especial nos corações daqueles que amam ao Senhor”.

A carreira

Atualmente, Juliano Son/Livres pra Adorar tem sete álbuns gravados: Livres Para Adorar (2005); A Mensagem (2006); Pra Que Outros Possam Viver (2009), Mais Um Dia (2011), Mais Um Dia – Ao Vivo (2013), Só Em Jesus (2015) e Ao Vivo em São Paulo (2017); além de dois DVDs musicais gravados ao vivo: Pra Que Outros Possam Viver (2010) e Mais Um Dia (2013).

Resultado de um trabalho consistente, tem participado de diversos eventos/ano a convite de igrejas e prefeituras, Marchas para Jesus e conferências que, reunidos, alcançam em média quase 1 milhão de pessoas a cada ano.

Nas redes sociais, o trabalho também tem alcançado inúmeros seguidores que acompanham as agendas de apresentações, fotos e notícias. Em 2006, Juliano Son fundou o Instituto Livres, e tem sido o porta-voz dessa causa no Brasil e no exterior, dando visibilidade a respeito dos projetos Mais Água, Casa de Acolhimento e Impacto Sertão Livre.

Confira a entrevista

No fim do ano passado você anunciou uma novidade ao assinar contrato com a Sony, o que para muitos foi uma grande surpresa. Esta decisão também reflete uma mudança na sua postura com relação ao seu perfil artístico? Como tem sido esta transição de artista independente para fazer parte do cast de uma grande gravadora multinacional?

Não foi uma decisão fácil, que levou pouco tempo para ser tomada. Na verdade levou alguns anos cogitando, namorando a ideia. E nós como ministério fomos criando uma relação extraconjugal como pessoas, como irmãos e acaba tendo afeição e consideração por pessoas e nós somos muito grato por essas pessoas. Mas uma das razões que me levou a essa parceria com a Sony foi essa expectativa de começar a criar novas parcerias, a poder ir além das fronteiras do nosso país, pois como sabemos a gravadora tem presença no mundo todo. Existe uma intenção de começarmos a produzir em outras línguas, pois tudo o que nós fazemos

E como você consegue conciliar suas causas sociais, a música e ainda o cuidado com sua família, a igreja e tantos outros projetos?

É um mistério para mim, não sei se consigo conciliar, mas desde o início o Senhor tem colocado pessoas muito especiais melhores e mais capacitadas que eu ao meu lado. Deus me deu irmãos, uma família preciosa que me deu uma base, uma esposa companheira, que tem sido grande inspiração e força, além de companheiros engajados com o mesmo coração. Posso dizer que eu sou um com minha equipe, aqueles que Deus me deu para caminhar conosco. E temos também amigos espalhados no Brasil, preciosos irmãos queridos que permitem com que nós possamos fazer tanto apesar de sermos tão pouco e de eu pessoalmente ser limitado e fraco. Mas a palavra de Deus diz que é nas nossas fraquezas que Ele se faz forte, nas nossas limitações Ele vem e se revela como Deus que não conhece limites.

O mercado da música vem passando por grandes transformações, agora tudo é digital. Você está bem antenado com todas estas mudanças? Tem conseguido fazer bem essa transição de estratégias, atitudes e mentalidade?

Foto: Divulgação

Disrupção é uma palavra que temos ouvido cada vez mais com frequencia. E graças a era da tecnologia estamos vivendo rupturas com estruturas passadas onde vemos algo muito violento.

Percebemos estruturas que durante décadas foram muito evidentes e de repente não havendo mais. E uma disrupção que veio para chegar é a forma como a música hoje é distribuída. Apesar de ainda existir pessoas que me perguntam se tenho um CD ou DVD, mas hoje ela é distribuída digitalmente.

Isso é algo muito bom pois facilita e está disponível para todas as pessoas, até mesmo no sertão as pessoas tem acesso. Onde haver internet há acesso a música. Creio que o Brasil ainda tem muito a crescer, muitos ainda estão tendo conhecimento sobre essa nova forma de consumir música, que é muito mais democrática e de fácil acesso, só precisa tomar esse primeiro passo e buscar entender.  Se eu consegui passar por esse processo de forma tranqüila acho que a grande maioria das pessoas, por mais que não conheçam, terão facilidade de consumir ouvir música da nova maneira.

O lançamento deste primeiro single, “Tudo Novo”, vem cercado de grandes expectativas por parte do público, da mídia e do mercado. O que você pode nos falar desta canção e de todo o projeto?

Tudo novo não é apenas o nome da nova canção, mas é o nome do nosso novo projeto, um EP de 5 faixas de músicas autorais. Uma delas nós pegamos uma canção mais conhecida e colocamos um refrão que logo vocês vão conhecer. O que se pode esperar desse novo projeto é uma pessoalidade. São aspectos da minha vida íntima, pessoal expostas e presentes. É um projeto muito íntimo e a tudo novo é uma canção que vem celebrar não apenas essa novidade de vida que nós experimentarmos em cristo, mas algo muito novo que eu estou vivendo hoje, essa expectativa de que algo novo está por vir, do quão necessário e quão desejosos somos por algo novo em nossas vidas. Espero que esse clamor seja compartilhado com muitos e nós todos possamos viver essa novidade de vida e que possamos logo, em breve, viver algo de muito novo para a glória do Senhor.


Leia mais

Juliano Son anuncia primeira canção pela Sony 
Ide: Ele nos fez livres