back to top
23.3 C
Vitória
sábado, 20 DE julho DE 2024

Trump pede que Supremo adie julgamento de inelegibilidade

trump_apela_julgamento_suprema_corte_eua
A apelação deixa o destino de Trump nas mãos da Suprema Corte faltando nove meses para as eleições - Foto: Divulgação - Casa Branca

Audiência apura suposta interferência do ex-presidente norte-americano nas eleições presidenciais de 2020

O ex-presidente dos EUA Donald Trump pediu à Suprema Corte nesta segunda, 12, um novo adiamento de seu julgamento por interferência nas eleições de 2020, alegando imunidade presidencial.

No dia 6, um tribunal de apelações de Washington anulou a imunidade penal de Trump, reabrindo a possibilidade de ele ser julgado por supostamente ter tentado alterar os resultados das eleições de 2020, nas quais o republicano perdeu para o democrata Joe Biden.

A apelação deixa o destino de Trump nas mãos da Suprema Corte faltando nove meses para as eleições. A menos que os juízes ajam rapidamente, o julgamento poderá ser empurrado para o centro da campanha ou mesmo para além da votação, em novembro.

Documentos

O recurso foi apresentado no mesmo dia que Trump compareceu a um tribunal federal na Flórida para uma audiência fechada no processo criminal que o acusa de manuseio indevido de documentos confidenciais, em um caso distinto.

- Continua após a publicidade -

Nesse processo, ele é acusado de guardar em sua propriedade em Mar-a-Lago dezenas de documentos confidenciais e de obstruir os esforços do FBI para a devolução dos papéis. Trump enfrenta um total de 91 acusações em quatro casos criminais. Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -