20 C
Vitória
quinta-feira, 6 maio 2021

Trump ora com pastores pelo combate à pandemia do coronavírus

O presidente norte-americano Donld Trump, ora com pastores, durante vídeoconferência,  sobre a pandemia de coronavírus. Saiba mais!

O presidente Trump, o vice-presidente Pence e o secretário Ben Carson conversaram com centenas de pastores em uma teleconferência na tarde da última sexta-feira. O presidente pediu a eles que orassem por “resistência” e “saúde do nosso país”.

Da mesma forma, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, elogiava os pastores pelo trabalho vital que as igrejas estão fazendo ao longo desta provação. E também o secretário Ben Carson encorajou o grupo dizendo: “Deus ainda tem a mão nesta nação”.

O ‘Conselho de Pesquisa da Família’ organizou a ligação de uma hora e seu presidente. Assim também, Trump incentivou as igrejas a cumprirem as diretrizes federais durante esse período crítico de 15 dias. As observações de Trump permaneceram fiéis ao que ele tem transmitido nos briefings diários sobre coronavírus.

Solidariedade 

O vice-presidente Pence ficou especialmente agradecido por muitas das igrejas que estão se mobilizando para administrar bancos de alimentos: “Está fazendo uma diferença enorme”, disse Pence às pessoas que estavam ligando. “Você está mostrando a grandeza do caráter da América.”

Ele apreciou quantas igrejas estavam suspendendo os cultos com muita cautela e apreciou o sacrifício financeiro envolvido. Assim, considerando que eles conduzem suas operações com base no dízimo e nas ofertas.

Pence disse que faria sua parte para tentar incentivar os americanos a continuar dando, apesar de não estarem no serviço na manhã de domingo. “Ajudaremos a ecoar isso em nossos briefings“, disse Pence aos pastores.

Dessa forma, o vice-presidente encorajou os pastores com um versículo da Bíblia. “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim. Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade. (Lamentações 3:22-23).

Ben Carson, secretário da Câmara e do Desenvolvimento Urbano, disse a eles que Donald Trump precisa de oração. “O presidente está sob ataque 24 horas por dia, sete dias por semana”. Ele então deu crédito a Deus, apontando como as coisas poderiam ser ainda piores economicamente agora, se não fosse por uma grande economia.

*Da Redação, com informações da CBN News. 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se