22 C
Vitória
quinta-feira, 6 maio 2021

“Troco máscaras por comida”; foto gera comoção!

Ana Julia Costa Sabino, 9 anos, anda pelas ruas no Rio de Janeiro com uma placa: “troco uma máscara por um alimento”. Foto da menina foi publicada por um empresário nas redes sociais e comoveu muita gente

Uma foto viralizada na internet gerou uma onda de comoção nas redes sociais. Trata-se de uma foto de uma criança em um sinal de trânsito, em uma avenida movimentada no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A menina, de 9 anos, segura um cartaz de papelão com a frase: “Troco uma máscara por um alimento”.

A menina não está sozinha. A mãe, sempre ao lado, tem outros três filhos. Nesta quarta (13), as duas acordaram às 6h30, saíram de Antares, comunidade da Zona Oeste do Rio, e foram para o sinal.

“No primeiro dia, fiquei envergonhada. Fiquei com medo da reação das pessoas de querer me criticar”, conta a mãe.

Pedido especial

O pedido é o que mais falta na casa de muita gente, alimento. Mas quem quiser comprar a máscara, cada uma custa R$ 5 e é fabricada por uma outra moradora de Antares.

A mãe trabalhava como vendedora de picolé e diarista até a pandemia, quando ficou sem serviço. Ela passou a vender doces no sinal e, para a surpresa dela, a filha fez pedido para acompanhar a mãe na batalha diária.

“Minha mãe é trabalhadora. Trabalha em todo lugar. Faxina. Na praia. Vi ela fazendo isso e decidi fazer com ela também pra ver se a gente ganha um trocado e consegui realizar meu sonho”, diz a menina.

A mãe disse sonhar com um futuro melhor para os filhos. “Não queria que ela estivesse comigo. Sempre trabalhei, nunca levei eles. Mas que eles viessem atrás de mim fazer isso nunca imaginei. Nunca faria isso pra ter proveito das pessoas”, conta.

Comoção e ajuda

No dia seguinte da publicação da foto, dezenas de pessoas foram até o sinal onde a menina, a mãe e os irmãos ficavam e doaram alimentos, água e material de higiene pessoal. “Sem explicação para tudo isso que está acontecendo. Agradeço a Deus e às pessoas que estão colaborando, ajudando”, diz Silvana.

“Me deparei com essa cena no sinal. E a minha pergunta é: Aonde isso vai chegar ? Me faltam palavras para descrever essa imagem. É uma mistura de pensamentos e sentimentos que não consigo descrever num texto. Que Deus nos ajude e que nós possamos ajudar cada um como podemos”, escreveu o empresário Rúbio Santana.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se