A trajetória de sucesso do Ministério Trazendo a Arca

“Esse disco tem uma mensagem profética muito forte para o Brasil de hoje, que passa por um tempo de escassez e de necessidades”

Criado há 13 anos, o ministério de louvor Trazendo a Arca lança seu quarto CD. Intitulado “Habito no Abrigo”, o trabalho possui 12 faixas que tocam os corações de uma maneira simples e direta.

Resultado de uma apresentação ao vivo no Rio de Janeiro, o disco segue o estilo do grupo, reunindo musicas congregacionais e ministrações. O álbum conta com a participação especial de Ana Nóbrega em duas canções.O líder do Trazendo a Arca, Luiz Arcanjo, explica a decisão de gravar o novo projeto na própria igreja. “Escolhemos realizar esse trabalho em nossa igreja, com nossos amigos, nossos pastores. Foi uma noite muito especial, e esse clima conseguiu ficar registrado nesse álbum que sai pela Sony Music”, disse.

Para ele, a igreja precisa voltar a adorar. “‘Habito no Abrigo’ é mais voltado para a adoração, algo de que não abrimos mão. Porém, nele, essa característica ficou mais latente, mais evidente. A gente percebe a necessidade de a Igreja brasileira voltar a adorar. Quando falamos dessa questão da adoração, contudo, também entendemos que Deus é provedor. Esse disco tem uma mensagem profética muito forte para o Brasil de hoje, que passa por um tempo de escassez e de necessidades. A mensagem que o Senhor nos entregou para passar a essa geração é de boas noticias. Por isso, trabalho letras que remetem a confiança, segurança e paz, sendo, assim, uma chamada para que a Igreja volte a confiar no Pai. O Salmo 91 diz ‘aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará’. A ideia é habitar no esconderijo do Altíssimo”.

Tendo como apostas as músicas “Adorai” e “Estações”, além da faixa-título, a banda explica que se considera um ministério missionário. “Desde o princípio nos intitulamos dessa forma. A música é nossa ferramenta para um propósito maior, que é a implantação no Reino de Deus, a conquista de almas e a restauração de vidas. Hoje, estamos muito mais envolvidos com missões. Este ano foi fantástico, cheio de muitos momentos marcantes nesse segmento. Por exemplo, estivemos em Cuba, num projeto missionário onde presenciamos experiências fantásticas. Também fomos à Bolívia para uma obra missionária, a fim de ajudar a construir uma igreja nas montanhas. Lá, foram duas experiências sobrenaturais e inesquecíveis. Então, o que mais tem nos marcado, além da música, é essa ajuda humanitária”, contou.

Juntamente com trabalhos evangélicos, o Trazendo a Arca sempre busca se envolver com atitudes relacionadas a pessoas. Segundo Luiz Arcanjo, ajudar ao próximo é um dos projetos que mais os componentes se envolvem. “O Reame é uma instituição que cuida de crianças que vivem em risco social no Rio de Janeiro. Participamos desse trabalho há uns cinco anos. Estamos cada vez mais envolvidos com a ONG”.

Nesses 13 anos de ministério, o Trazendo a Arca faz sucesso em todo o Brasil, lançando músicas cantadas nas igrejas de Norte a Sul. No ano passado, seus integrantes apresentaram “Español”, CD com 12 faixas, todas versões de sucessos da banda, como “Tua Graça Me Basta”, “Toque no Altar”, “Sobre as Águas”, “Desperta-Me”, “Deus de Promessas”, “Restitui”, entre outras, cantadana língua hispânica. “Deus abriu uma porta para  a realização de um sonho, que era o lançamento de um disco em um outro idioma. Tivemos a oportunidade de gravar o disco em espanhol”.

Trajetória
O grupo surgiu em 2002 na cidade de Nova Iguaçu, Baixada Fluminense, com jovens que acreditaram em um sonho e juntos dedicaram suas vidas como músicos de tempo integral. Tal projeto foi crescendo e em 2003 veio o primeiro disco, “Toque no Altar”. A partir daí, ficaram conhecidos em todo o país, chegando a vender mais de 500 mil de cópias. Um mês depois, lançaram “Restituição”, voltado apenas para uma campanha, que surpreendentemente alcançou recordes de comercialização (mais de um milhão de cópias). Em 2005, o destaque foi “Deus de Promessas” e, em 2006, “Olha pra Mim”. No início de 2007, a banda passou a se chamar Trazendo a Arca. O amadurecimento sonoro e espiritual resultou na gravação do primeiro CD nessa nova fase, intitulado “Marca da Promessa”. No dia 24 de maio de 2008, o Maracanãzinho serviu de palco para superprodução do DVD “Ao Vivo no Maracanãzinho”. Considerado atualmente como um dos grandes ícones da música gospel brasileira, o Trazendo a Arca ficou conhecido mundialmente pelos trabalhos realizados em sua breve trajetória.

Discografia
2003 – Toque no Altar
2003 – Restituição
2005 – Deus de Promessas
2006 – Olha pra Mim
2007 – Marca da Promessa
2007 – Trazendo a Arcá Ao Vivo no Japão
2009 – Pra Tocar no Manto
2009 – Salmos e Cânticos Espirituais
2010 – Entre a Fé e a Razão
2012 – Na Casa dos Profetas
2014 – Español
2015 – Habito no Abrigo

Confira esta matéria em áudio.

Serviço
Telefone: (
62) 8122-1606 | (62) 8124-4859 | (62) 3541-3877 (62) 9820-1606 | (62) 9181-9595 | (62) 8604-7167

E-mail: [email protected]