Iconha: “Apesar da tragédia, agradecemos à Deus”

Destruição-Iconha-800x500
A cidade de Iconha ficou completamente destruída com a tragédia. Foto: Pastor Antônio Jorge

A declaração é do pastor Antônio Jorge, que teve o carro levado pela correnteza durante o temporal que atingiu Iconha (ES) na última sexta (17). Município, que tem menos de 15 mil habitantes tenta se recuperar da tragédia

Ao menos 415 pessoas estão desabrigadas após as fortes chuvas que atingiram a região Sul do Espírito Santo, na última sexta (17). Saiba mais aqui! As informações são da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC) do Corpo de Bombeiros, divulgados nesta segunda (20).

Desse total, segundo o boletim, 313 pessoas estão desalojados e 102 desabrigados. Além de seis mortos e um ferido. De acordo com o Corpo de Bombeiros, cinco pessoas permanecem desaparecidas, sendo duas do município de Iconha e três em Alfredo Chaves.

Alfredo Chaves foi o município que registrou maior número de milímetros de água. – Foto: Reprodução / Bahia Extremo Sul

O município com o maior número de desalojados é Vargem Alta: 212. Rio Novo do Sul tem nove pessoas desalojadas e Anchieta, oito. Anchieta concentra o maior número de desabrigados: 92.

Todos estão agora no Centro de Convivência de Limeira. Além disso, pessoas estão sem previsão de retorno para seus lares. Em Iconha, 35 estão desabrigadas; em Vargem Alta, 63; e em Rio Novo do Sul, quatro.

Agradecimento e apelo

Em meio ao cenário de destruição nos municípios, o capixaba, mais uma vez, mostrou que a solidariedade é a marca registrada da população do Espírito Santo. Além de instituições, várias igrejas estão se mobilizando para ajudar os desabrigados.

“Tem chegado muita roupa, produtos de limpeza, de higiene, cesta básica aqui na Convenção Batista do ES. A todo momento as pessoas ligam, pedindo informação. Ainda vamos receber muitos materiais aqui”, disse Letícia Lopes, secretária da Convenção.

Mantimentos enviados por várias igrejas do ES. Foto: Convenção Batista do ES

Em Iconha, além das pessoas que morreram soterradas, a cidade ficou praticamente destruída com o temporal. O pastor Antônio Jorge, da Igreja Batista Esperança, teve o carro carregado pela correnteza no dia da tragédia. O bairro onde mora ficou destruído. Vários membros da igreja estão desabrigados.

Três dias após a tragédia, ele enviou um vídeo à Comunhão. Ele agradece à Deus apesar do caus que se instalou sobre a cidade. “A tragédia aconteceu por volta de 21h. Se tivesse sido mais tarde mais vidas teriam sido ceifadas. Nesse momento a nossa palavra é de gratidão à Deus, pois a tragédia poderia ter sido infinitamente maior”, declarou.

destruição-Iconha-2-800x500
Como ficou o carro do pastor Antônio Jorge, que foi levado pela correnteza. Foto: Pastor Antônio

Pastor Antônio e uma equipe da igreja já recebeu vários mantimentos, que estão sendo distribuídos para a população. Inclusive marmitas. “Só temos de agradecer a Convenção Batista do ES pelo apoio e a ajuda de irmãos de várias igrejas do Estado, que estão enviando mantimentos. A minha gratidão a você que tem se sensibilizado por nós”, agradeceu.

E fez um apelo para que as pessoas continuem orando e enviando ajuda, inclusive financeira. “Precisamos de mais ajuda, pois teremos de reconstruir as casas, a cidade, pois muita gente perdeu tudo. E continue orando por nós, para que Deus continue nos dando graça, seguindo em frente e olhando firmemente pra Jesus que é o autor e consumador da nossa fé, concluiu.

Veja o vídeo do pastor Antônio


leia mais

Iconha: Temporal destrói a cidade