27.7 C
Vitória
terça-feira, 30 novembro 2021

O homem que arrecadou milhões contra a covid-19 no Reino Unido

Tom Moore tornou-se um símbolo nacional de coragem em um país devastado pela pandemia de coronavírus e morreu de covid-19 aos 100 anos

Por Priscilla Cerqueira

O veterano de 100 anos do Exército britânico Tom Moore, cuja campanha de caridade arrecadou US$ 45 milhões para hospitais britânicos e o tornou um símbolo nacional de coragem em um país devastado pela pandemia do coronavírus, morreu nesta terça-feira, 2, vítima de covid-19, segundo anúncio de sua família no Twitter.

“O último ano da vida de nosso pai foi nada menos que notável. Ele foi rejuvenescido e experimentou coisas que sempre sonhou. Embora ele tenha estado em tantos corações por um curto período de tempo, ele foi um pai e avô incríveis, e permanecerá vivo em nossos corações para sempre”, disse o comunicado da família.

Moore vinha recebendo tratamento para pneumonia nas últimas semanas e testou positivo para o coronavírus no mês passado. Ele foi levado a um hospital porque precisava de ajuda para respirar, e sua condição piorou.

Fenômeno

O veterano conquistou o coração das pessoas em todo o Reino Unido com suas caminhadas em um pátio de tijolos ao lado de seu jardim em Marston Moretaine, vilarejo ao norte de Londres, com a ajuda de um andador. Ele deu 100 voltas antes de completar 100 anos em abril passado.

Fato aconteceu durante o primeiro lockdown do país. A façanha de Moore tinha um motivo: arrecadar 38,9 milhões de libras (equivalente a R$ 285 milhões) para o Serviço Nacional de Saúde (NHS, em inglês). Seu empenho espalhou alegria em meio às notícias ruins sobre a pandemia do coronavírus.

Tom Moore e sua façanha de ajudar pessoas no Reino Unido

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se