“O clima é de tensão e tristeza”, diz morador de Suzano

Foto: TV Globo/Reprodução

Tiroteio em colégio estadual em Suzano (SP) deixou 8 mortos e 10 feridos até o momento. Os atiradores cometeram suicídio em seguida

Dois adolescentes encapuzados, entraram na Escola Estadual Raul Brasil, no Jardim Imperador, em Suzano (SP) e atiraram contra os estudantes, hoje (13) por volta das 10 horas da manhã.

Até o momento estão confirmadas as mortes de sete estudantes e uma funcionária da escola, que seria a diretora. Segundo informações da Polícia Militar, os atiradores cometeram suicídio logo após o atentado. Ao menos outras dez pessoas ficaram feridas. As equipes da Guarda Civil Metropolitana e do Samu foram enviados para o local.

Dentro da escola, foram encontrados um arco e flecha e garrafas que aparentam ser coquetéis molotov. Além disso, o esquadrão antibombas foi chamado pois uma mala com fios foi encontrada no local.

Segundo o Censo Escolar de 2017, a escola possui 358 alunos da segunda etapa do fundamental (6º ao 9º ano) e 693 estudantes do ensino médio.

Até o momento a identificações dos atiradores não foram confirmadas e nem se eles foram estudantes da escola.

Repercussão

Rafael Beneton de Almeida, morador do município, informou que o clima na região é de tensão e muita tristeza. “Eu não estudei nesta escola, mas tenho diversos amigos que estudou, e amigos da igreja que estudam lá”, explicou. “Há muita correria, vários helicópteros e carros de policia por aqui”.

Beneton relata a repercussão nas redes sociais entre seus amigos. “Está bem complicado lidar com essa situação. É uma insegurança total. Mas Cristo é o nosso refúgio e fortaleza, socorro presente na hora da angústia. Deus nos ajude”, dizia o post de uma conhecida.

“Que tragédia na minha Suzano! Estamos aqui acompanhando tudo, mães chorando a procura de seus filhos, infelizmente nunca achamos que isso vai acontecer tão próximo de nós! Estamos de luto, com o coração chorando!”, disse Miquéias Rodrigues, morador que integra um movimento de oração entre jovens cristãos na Praça dos Expedicionários, no município.

Tragédia

O governador de São Paulo, João Doria, lamentou o trágico tiroteio dentro de uma escola estadual na cidade de Suzano, Região Metropolitana. Ele afirmou que cancelou a agenda oficial para ir até a cidade acompanhar o atendimento aos feridos.

“Acabo de receber a triste notícia de que crianças foram cruelmente assassinadas na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano. Até o momento temos informações preliminares. Cancelei toda a agenda e estamos a caminho para acompanhar o resgate e atendimento aos feridos”, afirmou.

Destaque nacional

Em maio de 2018, uma policial de folga, de 42 anos, reagiu a uma tentativa de assalto, atirou e matou um ladrão em frente à escola da filha em Suzano. O caso ganhou destaque nos maiores noticiários do país.

*Da Redação. Com informações da Agência Brasil e Diário de Pernambuco. Em atualização.


LEIA MAIS

Tiroteio – 9 baleados dentro de Igreja em Campinas (SP)