Terremoto de magnitude 6,1 atinge região central do Chile

Centro Sismológico Nacional da Universidade do Chile (Foto: Facebook)
Centro Sismológico Nacional da Universidade do Chile (Foto: Facebook)

Mediante a uma onda de protestos, efeitos do terremoto de magnitude de 6,1 foram sentidos na capital do país em Santiago, Chile

Um terremoto atingiu a região central do Chile às 18h35 dessa segunda-feira (4). Segundo o Centro Sismológico Nacional do Chile, o tremor teve magnitude 6,1 na Escala Richter. No entanto, o Serviço Geológico dos Estados Unidos apontou para 6,0, e não há alerta de  tsunami.

Em primeiro lugar, o epicentro do tremor foi identificado a leste de Los Vilos em uma profundidade de 54,2 quilômetros. A região está situada há 300 km ao norte da capital Santiago, onde efeitos do terremoto foram sentidos.

Segundo a imprensa local, o abalo foi percebido nas regiões metropolitana, Coquimbo e Valparaíso, O’Higgins e Maule, na zona central do país.

Inicialmente, o centro sismológico determinou magnitude 6,3 para o terremoto. Entretanto, o valor foi revisado momentos depois. Por outro lado não se reportam danos a pessoas, infraestruturas e não há alterações de serviços básicos nas regiões.

Além disso, serviços como o metrô de Santiago entre outros, funcionam normalmente dentro das condições especiais desde o início dos protestos no Chile como revelou uma matéria apurada pela redação de Comunhão.

*Da redação, com informações de La Nación e G1