Indonésia – Terremoto deixa 17 mortos e mais de 350 feridos

Terremoto de 6,4 graus atingiu a Indonésia. (Foto: Aulia Ahmad/AFP)

Um tremor de 6,4 graus na Indonésia deixou 17 mortos e pelo menos 355 feridos neste domingo (29). Mais de 500 pessoas estão no monte Rinjani, na ilha de Lombok.

As equipes de resgate tentam nesta segunda-feira (30) retirar mais de 500 montanhistas que ficaram isolados no monte Rinjani, na ilha de Lombok, na Indonésia, após um forte tremor que atingiu a região no domingo (29). No total, foram mobilizadas 165 equipes de resgate.

O terremoto de 6,4 graus de magnitude deixou 17 mortos e mais de 350 feridos. O Monte Rinjani tem 3.726 metros de altura e é o segundo maior vulcão da Indonésia, muito procurado por alpinistas por suas vistas impressionantes.

“Ainda temos 560 pessoas bloqueadas. Quinhentas na área de Segara Anakan e 60 em Batu Ceper”, afirmou Sudiyono, diretor do parque nacional Rinjani, que, como muitos indonésios, tem apenas um nome.

No momento do tremor havia 820 escaladores a 3.726 metros de altitude. As avalanches e deslizamentos de terra provocados bloquearam o caminho de volta do grupo. Apesar disso, nenhum deles se encontra em perigo.

Os montanhistas são de 26 países, mas a maioria vem da França, Alemanha, Holanda, Estados Unidos e da Tailândia.

Entre os montanhistas presos estão cerca de 200 tailandeses que, segundo o jornal “Bangkok Post”, passaram a noite em tendas de campanha e consumindo os alimentos que levaram para um passeio no monte, onde fica uma das principais atrações turísticas da ilha: o vulcão Rinjani.

Pelo menos dois helicópteros foram usados para as tarefas de salvamento, que já conseguiram retirar do local mais de 200 pessoas, segundo o porta-voz de Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB), Sutopo Purwo Nugroho, nas redes sociais.

O epicentro do tremor foi localizado a 50 km a nordeste da principal cidade de Lombok, Mataram, informou o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS). Ele foi seguido por dois tremores intensos e mais de 100 tremores secundários.

Centenas de casas foram destruídas. O presidente, Jokowi Widodo, visitou as áreas atingidas nesta segunda e prometeu uma ajuda financeira para os habitantes que perderam suas casas na catástrofe.

A Indonésia é um arquipélago formado por 17 mil ilhas e está localizado no chamado cinturão de fogo do Pacífico, uma área de forte atividade sísmica.

Com informações do Portal G1*