Apenas você pode ser o protagonista da sua fé

(Foto: Tomás Camba / Facebook)
(Foto: Tomás Camba / Facebook)

Em tempos de comercialização de princípios religiosos, Tomás Camba propõe importantes reflexões em Terceirização da Fé, livro lançado pela Editora Mundo Cristão

Quantas vezes a fé e a boa vontade das pessoas foram usadas em prol do lucro de grandes igrejas? Líderes religiosos que se aproveitam da falta de informação e conhecimento de fiéis. Esse é o perigo da “fé” mediada por terceiros.

A prática não está presente somente nos templos, mas também na mídia. Isso aumenta ainda mais a difamação de toda uma doutrina e o preconceito contra essas religiões.

O autor Tomás Camba traz uma visão alternativa e esclarecedora sobre o assunto em seu livro Terceirização da Fé: Assuma a responsabilidade do seu relacionamento com Deus, publicado pela Editora Mundo Cristão.

Assim elucida sobre ter acesso direto com o Criador. Além disso, a importância de um relacionamento íntimo com Ele, mostrando os caminhos para se tornar o protagonista da sua própria fé.

Conforme aponta no livro, a terceirização da fé sempre esteve presente na história da igreja. Porém, escândalos de pastores que enriqueceram deturpando princípios cristãos, a Teologia da Prosperidade e as igrejas que funcionam como empresas acabam influenciando a imagem do evangelho na atualidade.

Esses fenômenos são consequências de cristãos que confiaram a sua vida espiritual em homens, deixando de lado o verdadeiro relacionamento com Deus. Isso se deve muito, às inúmeras demandas do nosso dia a dia e a busca de praticidade para atende-las.

LANÇAMENTO 

TERCEIRIZAÇÃO DA FÉ 

O escritor apresenta maneiras de sincronizar com o coração do Pai. Por meio da sua obra, qual caminho deve seguir para voltar a amar a Palavra, e como se guiar por Cristo novamente, rejeitando vozes que não são a do Bom Pastor. Além disso, aprimorar a qualidade do seu tempo com o Senhor é um dos grandes ensinamentos do livro.

O equívoco de terceirizar a fé, pode ser cometido por cristãos mais experientes, ou seja, muitos vivem uma experiência espiritual rasa e incompleta há anos. Tomás faz um alerta para os líderes religiosos, limitando suas ações em ajudar outras pessoas a amadurecer na fé, e como exercê-la de maneira completa e edificante.

Ainda mais, Tomás propõe liberdade espiritual e relação com Deus sem necessitar de intermediários. O escrito orienta os leitores em como não cair nas armadilhas de ‘gurus’ espirituais e ter autonomia na hora de interpretar a Palavra. A obra nos faz enxergar a libertação pessoal que há no Criador e o caminho de intimidade que está aberto a todos que amam o Senhor.

Sobre o autor: Tomás Camba é pastor de jovens na Igreja Batista do Morumbi, em São Paulo (SP), e professor de teologia e filosofia. Casado com Thayna Karen, é pai de Agatha.


LEIA MAIS 

Dica de leitura – “Amar e Servir: a cultura do voluntariado”
Dica de leitura – Inimaginável 
Dica de leitura – Cartas à igreja