Apenas você pode ser o protagonista da sua fé

(Foto: Tomás Camba / Facebook)
Autor do livro "Terceirização da Fé", Tomás Camba (Foto: Tomás Camba / Facebook)

Tomás Camba propõe importantes reflexões em “Terceirização da Fé”, livro lançado pela Editora Mundo Cristão

O autor Tomás Camba traz uma visão alternativa e esclarecedora no livro Terceirização da Fé: Assuma a responsabilidade do seu relacionamento com Deus. Ele elucida a importância de um relacionamento íntimo com Deus, mostrando caminhos para se tornar o protagonista da sua própria fé.

De acordo com o autor, a “Terceirização da Fé” sempre esteve presente na história da igreja. O equívoco pode ser cometido por cristãos mais experientes, ou seja, que vivem uma experiência espiritual rasa e incompleta há anos. Tomás propõe liberdade espiritual e relação com Deus sem necessitar de intermediários.

“Pastores e líderes devem rejeitar a ideia de tornar outros dependentes de suas pregações ou de seu modelo de espiritualidade. Quando os líderes sucumbem a isso, a igreja se esvazia e mergulha no pseudoevangelho, cuja voz audível deixa de ser a de Cristo e de seus ensinamentos revelados nas Escrituras”, destaca o autor.

A terceirização é consequência de cristãos que confiaram sua vida espiritual em homens, deixando de lado o verdadeiro relacionamento com Deus. Esse é o perigo da “fé” mediada por terceiros. O equívoco pode ser cometido por cristãos mais experientes, ou seja, que vivem uma experiência espiritual rasa e incompleta há anos.

A obra também é um estímulo à oração fervorosa, à meditação na Palavra, à solitude e ao tempo de qualidade com as pessoas e com o Criador. Assim é um eloquente chamado à esperança, à alegria e ao entusiasmo, por meio da certeza de que Deus está interessado em manifestar-se a seus filhos amados e torná-los participantes de sua glória.

O Autor  

Tomás Camba é pastor de jovens na Igreja Batista do Morumbi, em São Paulo (SP), e professor de teologia e filosofia. Casado com Thayna Karen, é pai de Agatha.

Lançamento

 


LEIA MAIS 

Dica de leitura – “Amar e Servir: a cultura do voluntariado”
Dica de leitura – Inimaginável 
Dica de leitura – Cartas à igreja