back to top
23.9 C
Vitória
sexta-feira, 21 junho 2024

Tecnologia Geoespacial ajuda o Brasil a combater crimes ambientais e outras atividades ilícitas

desmatamento
A rastreabilidade da detecção de mudanças e alertas de crimes ambientais, por meio dos relatórios gerados pela Plataforma SCCON - Foto: Freepik

A rastreabilidade da detecção de mudanças e alertas de crimes ambientais, por meio dos relatórios gerados pela Plataforma SCCON

Mais de 270 instituições públicas do Brasil já realizaram adesão ao Programa Brasil MAIS, coordenado pela Polícia Federal, que disponibiliza imagens de satélites diárias de alta resolução da operadora Planet e alertas de detecção de mudanças via Plataformas Web da SCCON Geospacial.

O Projeto é case de sucesso global da operadora Planet pela inovação e contribuição ao combate ao crime organizado e desmatamento ilegal. O tamanho e a complexidade do território brasileiro, especialmente na região Amazônica, são um desafio para instituições, como a Polícia Federal (PF), no sentido de prover uma resposta efetiva a crimes ambientais e atividades ilícitas.

Para melhorar suas operações, estas intuições necessitavam de um conjunto de dados que complementasse seu trabalho de campo, permitindo-lhes tomar medidas oportunas contra a degradação ambiental na região, como mineração ilegal, desmatamento, tráfico de drogas e queimadas.

Assim surgiu o Programa de monitoramento Brasil M.A.I.S. (Meio Ambiente Integrado e Seguro), de abrangência nacional, que integra uma série de estratégias, tecnologias e ações aplicadas ao combate de crimes ambientais e outros ilícitos.

- Continua após a publicidade -

Na região da Amazônia, as informações disponibilizadas pelo programa, como as imagens de satélites e os alertas de detecção de mudanças, proporcionam condições e oportunidades de cobrir a vasta região de mais de 5 milhões de km² da Amazônia Legal com ações tempestivas compatíveis com a dinâmica dos crimes ambientais.

Usando imagens diárias da Planet e alertas de detecção de mudanças da Plataforma SCCON, fornecidos por meio do contrato firmado entre a Polícia Federal e a SCCON Geospatial, o Programa Brasil M.A.I.S. fornece uma solução única de detecção remota que lhes permitiu superar as barreiras técnicas existentes.

A rastreabilidade da detecção de mudanças e alertas, por meio dos relatórios analíticos automáticos gerados pela Plataforma SCCON, proporcionam suporte operacional efetivo, incluindo maior segurança em campo, redução de custos, objetividade e validação.

Plataforma SCCON

O Programa é uma das iniciativas estratégicas do Ministério da Justiça e Segurança Pública e é o maior projeto operacional de sensoriamento remoto do Brasil. Ele concede a todos os órgãos públicos acesso à RedeMAIS (Rede do Programa Brasil M.A.I.S ), um ecossistema de compartilhamento de dados, informações e conhecimento de todo o território nacional que conta com suporte dedicado da SCCON a todos os usuários da RedeMAIS, via Plataforma.

Como funciona

A solução permite o monitoramento contínuo por meio de imagens diárias PlanetScope, obtidas por uma constelação de aproximadamente 180 satélites Dove, e também de mosaicos e produtos analíticos incluindo também os alertas de detecção de mudanças gerados pela SCCON.

Para se ter uma ideia, é possível identificar mudanças geradas por cicatrizes de queimadas, plantio de cultivos ilícitos, desmatamento, degradação, garimpo ilegal e pistas de pouso clandestinas. Além disso, essa ferramenta tem a capacidade de identificar embarcações em áreas isoladas da Amazônia, levando à exposição de operações ilegais de dragagem de mineração, por exemplo.

A solução oferecida criou um ambiente digital integrado que amplia o acesso desses dados a todas as instituições públicas brasileiras, de forma fácil e sem requerer pessoal especializado em geoprocessamento ou sensoriamento remoto.

Desde que o Programa iniciou suas atividades, em 2020, são monitorados 8,6 milhões de km² do território brasileiro e áreas costeiras marinhas, diariamente, além de acesso ao acervo de imagens diárias adquiridas desde 2017.

A quem se destina

Atualmente, além da PF, mais de 270 instituições públicas do País utilizam o Programa, incluindo as que se destinam ao ensino e pesquisa como universidades federais e estaduais, localizadas em diferentes regiões do Brasil. Somam-se a elas centenas de outros órgãos, de todas as esferas: federal, estadual e municipal, com destaque para o IBAMA, ICMBio, Organizações Estaduais de Meio Ambiente, Agência Nacional de Águas, Banco Central do Brasil, polícias militares, dentre outros, que têm acesso às imagens diárias de alta resolução dos satélites da Planet e aos alertas de detecção de mudanças da Plataforma da SCCON.

Ao todo, são mais de 27,3 mil usuários, que vão de pesquisadores a gestores públicos que representam todos os estados do Brasil

Resultados alcançados

Essa solução conjunta, com foco na coibição de crimes ambientais e outros atos ilícitos, teve um impacto real ao aplicar mais de 9,6 bilhões de reais em multas, apreensões e bloqueios de bens. Ao fornecer para as equipes de campo e de escritório acesso aos mesmos dados, eles podem tomar decisões rápidas e mais fundamentadas, prestando um melhor serviço à sociedade.

Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -