23 C
Vitória
quinta-feira, 2 julho, 2020

Suprema Corte dos EUA legaliza casamento gay

Mais lidas

Informais foram os mais afetados pela pandemia, revela Ipea

Por conta dos impactos causados pelo novo coronavírus, em maio, o grupo de informais recebeu em média 60% do que era esperado

Hoje é o último dia para pedir o auxílio emergencial

Prazo para novos cadastros termina nesta quinta às 23h59. Saiba mais! 

MEC define protocolo de segurança para volta às aulas

Cronograma das atividades deve ser orientado pelo governo local. Saiba mais! 

Brasil chega a 60 mil mortes por covid-19

O país soma 1.488.753 casos acumulados da doença. Saiba mais! 

O casamento entre pessoas do mesmo sexo foi confirmado como direito constitucional nos Estados Unidos. A decisão foi tomada pela Suprema Corte sexta-feira (26/06) u por cinco votos a quatro. Do lado de fora, milhares de pessoas com bandeiras e mensagens de apoio à aprovação celebravam a decisão. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, se pronunciou na Casa Branca que, à noite, se tornou um arco-íris nas cores da bandeira LGBT.
“Os americanos deveriam estar orgulhosos”, disse. Segundo ele, pequenos atos corajosos “fizeram o país compreender lentamente que amor é amor”.
O juiz que publicou a decisão, Anthony Kennedy, disse: “Como demonstram alguns autores desta petição, o casamento representa um amor que perdura até mesmo depois da morte. Seria errado interpretar que estes homens e mulheres desrespeitam a noção de casamento. Eles afirmam que o respeitam tanto que querem a satisfação trazida por ele em suas vidas. Sua esperança é não serem condenados a viver na solidão, excluídos de uma das mais antigas instituições de nossa civilização”, acrescentou
Este entendimento dá fim a uma década de batalhas em prol deste direito, que já era concedido em 37 Estados e na capital, Washington. E as leis de 14 estados que o proibiam serão inválidas a partir de agora.
Também gerou uma grande repercussão entre autoridades e celebridades americanas e nas redes sociais, onde a hashtag #LoveWins (o amor vence, em inglês) esteve entre os assuntos mais comentados no Twitter em todo o mundo, inclusive no Brasil. O Facebook amanheceu com um mar de fotos coloridas.
A Igreja Adventista do Sétimo Dia nos Estados Unidos publicou uma manifestação em seu site. Veja a nota na íntegra:
“Mesmo com a decisão do Supremo Tribunal, a Igreja Adventista do Sétimo Dia mantém a sua crença fundamental de que o casamento foi divinamente estabelecido no Éden e confirmado por Jesus como união vitalícia entre um homem e uma mulher. 
Enquanto a Igreja respeita as opiniões de quem pode ser diferente, ela vai continuar a ensinar e promover a sua convicção baseada na Bíblia do casamento entre um homem e uma mulher.
A Igreja Adventista do Sétimo Dia acredita que todas as pessoas, independentemente de raça, gênero e orientação sexual são filhos de Deus e devem ser tratadas com civilidade, compaixão e amor semelhante ao de Cristo”.

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Artistas cristãos na ação social “Eu Soul VC”

Entre os artistas cristãos confirmados estão Casa Worship, Renascer Praise, André e Felipe, Rebeca Carvalho e Leandro Borges

The send Argentina é adiado para 2021

Em comunicado, os organizadores do The Send disseram que a data exata será definida assim que o governo tiver o poder de reativar eventos maciços

Em agosto, 16º Fórum de Ciências Bíblicas

Com o tema “A Bíblia para as novas gerações”, evento será realizado nos dias 13 e 14 de agosto, no Centro de Eventos de...

Expoevangélica 2020 é adiada para dezembro

Neste ano, a Expoevangélica celebra 15 anos e pretende realizar uma grande festa em Fortaleza (CE).

Plugue-se

Kemuel e o fenômeno da música “Algo Novo”

Com quase cinco milhões de vies no Youtube, "Algo Novo", tem impactado a vida de muita gente e diversos testemunhos de cura 

“Quando o sol se põe” estreia dia 22, na Netflix

Filme é uma boa opção para todas as pessoas, independente da religião. Entre os atores de “Quando o Sol se Põe” estão a cantora Priscilla Alcantara, Lu Alone, Filipe Lancaster e Lito Atalaia

Denzel Washington e seu encontro sobrenatural com o Espírito Santo

O ator é bem conhecido por interpretar o papel de Malcolm X - um filme biográfico relacionado às atuais tensões raciais nos Estados Unidos e o Livro de Eli

Petição pede cancelamento de filme que descreve Jesus como lésbica

A petição, que já conta com mais de 137 mil assinaturas, é da Comissão Cristã de Cinema e Televisão internacional