22.7 C
Vitória
quarta-feira, 29 junho 2022

Stephen Curry agradece o título do Warriors da NBA: “Deus é grande”

Foto: Reprodução

O atleta cristão foi eleito o Jogador Mais Valioso das Finais (MVP, na sigla em inglês) da liga de basquete

Por Patricia Scott 

O jogador cristão Stephen Curry ajudou o Golden State Warriors a conquistar o título de campeões da NBA (National Basketball Association), na última quinta-feira (16). O armador ainda recebeu o título de Jogador Mais Valioso das Finais (MVP, na sigla em inglês) da liga de basquete.

“Estou muito orgulhoso do nosso grupo. Agradeço a Deus todos os dias por poder jogar este jogo no mais alto nível com algumas pessoas incríveis. No início da temporada, ninguém pensou que estaríamos aqui, exceto todos nesta quadra agora. É incrível. Muito surreal”, pontuou Stephen Curry, que foi peça central para as conquistas anteriores dos Warriors.

Após o jogo, na coletiva de imprensa, o jogador glorificou a Deus. Curry destacou ainda que aquele campeonato era especial. Isto porque o time vinha lutando nas últimas temporadas. “Deus é grande”, ressaltou Stephen, que continuou: “A capacidade de poder estar neste palco e jogar com companheiros de equipe incríveis contra um grande time do Boston Celtics, com certeza é especial. Todo o trabalho que foi feito, toda a fé e crença, e todos naquele vestiário que estão jogando champanhe, todos foram importantes nesse processo”.

No podcast do cantor cristão Tauren Wells, recentemente, Curry revelou que aprendeu com a mãe a caminhar com Jesus. Ele contou também que cresceu frequentando à igreja, além de realizar estudo bíblico, às 6h da manhã, antes de ir para a escola.

O atleta sempre aproveita as oportunidades de proclamar a fé cristã. A biografia de Curry, no Twitter, o descreve como um “Crente” e faz referência a “Filipenses 4.13”.

“Minha fé é testada na quadra tanto quanto na vida”, observou Curry, em participação no programa do Facebook “Stephen vs. The Game”, e testemunhou: “É a parte que sempre me mantém focado no que preciso fazer quando se trata da minha família, quando se trata do meu trabalho, quando se trata de como trato as outras pessoas, meu apreço pela vida e todas as coisas boas que acontecem e como lidar com as coisas ruins que acontecem”.

Com informações Sports Spectrum

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se