24 C
Vitória
sexta-feira, 16 abril 2021

SOS indígenas! Ajude o povo do Amazonas

Uma igreja do interior do Amazonas lançou uma campanha para ajudar indígenas no estado

Em Parintins, interior do Amazonas, a Primeira Igreja Batista da cidade iniciou a campanha SOS indígenas. A intenção é distribuir cestas básicas e máscaras para indígenas que vivem na região do baixo Amazonas. A meta é arrecadar 350 cestas básicas e confeccionar 2 mil máscaras de proteção facial.

A distribuição dos materiais serão para indígenas da etnia Sateré-Mawé, que vivem em Parintins e em comunidades do rio Andirá, e da etnia Hixkariana, em Nhamundá. Esses grupos estão entre os mais vulneráveis em meio à crise econômica provocada pela pandemia.

Isolamento no Amazonas

No Amazonas, as medidas restritivas estaduais e municipais de quarentena proibiram o trânsito de barco e o transporte de passageiros para áreas indígenas.

Em Parintins, por exemplo, muitas pessoas que estavam na cidade temporariamente, entre março e abril, não puderam retornar para suas comunidades após a publicação dos decretos. Muitos estão na casa de parentes e amigos.

As medidas de isolamento também afetaram quem mora nas comunidades indígenas. Uma barreira sanitária, com apoio da Polícia Federal, foi montada para fiscalizar a entrada e saída de embarcações na área indígena do rio Andirá, para impedir que pessoas possivelmente infectadas adentrassem a área indígena.

Até início do mês de maio era permitida a saída de apenas uma pessoa por família para que fossem ao município de Barreirinha para comprar alimentos e itens básicos. Mas o lockdown publicado em 11 de maio suspendeu os serviços de transporte fluvial de passageiros de qualquer natureza, impedindo que os indígenas cheguem ao município.

Dificuldades

Segundo relatos de indígenas que vivem em Parintins e se comunicam por telefone com seus familiares que moram em Vila Nova I, itens básicos como sal, açúcar e sabão estão em falta na comunidade.

“Vila Nova é uma comunidade grande, onde pessoas que moram em outras comunidades distantes vêm para comprar mantimentos. Mas elas chegam lá e não encontram nada. Nem combustível para voltar para suas comunidades”, relata o missionário Auliandro Paixão.

SOS indígenas

A campanha SOS Indígenas quer amenizar estes impactos provocados pela crise econômica decorrente da pandemia. Uma parte dos alimentos e das máscaras será enviada para a comunidade de Vila Nova I e o restante será distribuído a indígenas que vivem em Parintins, Nhamundá e Tabatinga. As doações podem ser efetuadas na conta da Missão Batista do Baixo Amazonas Pastor Lessa.

Contribua com a campanha SOS indígenas

Banco do Brasil
Agência: 333-6.
Conta Corrente: 17296-0. M.B.B.A. PR. Eduardo França Lessa.
CNPJ: 02.516.679/0001-00.
Dúvidas e informações: (031) 99735-6845/ Whatsapp

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se