26.2 C
Vitória
sexta-feira, 25 setembro 2020

Sonhe!

Mais Artigos

Se estiver no poder, divirta-se: será por um tempo

Evidentemente não escolhemos um candidato a partir dos objetivos da massa opositora aos nossos anseios e critérios de escolha

O difícil não é fácil – difícil é fazer o fácil

Não existe evangelho sem arrependimento, sem negação de si mesmo e muito menos sem cruz

A igreja e a questão homossexual

A igreja evangélica, na sua maioria, tem sim, princípios bíblicos que norteiam suas decisões éticas

Sonhos são fontes de reserva de forças. Sonhar não custa nada. Realizar sim!

Todo ser um humano é dotado de algumas fontes de reservas de forças que nem sempre tem a consciência de quais são e de como lidar com elas.

Assim como os outros seres, possuímos uma capacidade de estocar energia no corpo através da ingestão de carboidratos, lipídeos e proteínas, dentre outros. Essa energia química é mensurada através da quilocaloria (kcal) que pode ser observada nos rótulos dos alimentos disponíveis para compra.

O excedente fica estocado em forma de gordura. É, essa mesma que costuma nos incomodar.

Outra fonte de reservas de força é o treinamento. Você pode adquirir, acumular e estocar forças com atividades das mais diversas disponíveis no mercado. Tem pra todos os gostos e todos os bolsos. Fato é que movimento é vida e que a vida sedentária gera uma série de malefícios físicos e mentais.

Reserva de força é aquela força extra – o algo mais – aquilo que nos permite sair do ordinário para o extraordinário – transforma uma pessoa comum em uma pessoa fora do comum.

Quero aqui tratar de uma fonte natural, orgânica, infalível e sem contraindicação de reserva de força, que são os nossos sonhos.

O sonho faz parte do nosso imaginário e pode nos levar a grandes conquistas, quando sucedido de ações que nos direcione à materialização do mesmo.

Realizar-se profissional e financeiramente, ser conhecido e reconhecido fazendo aquilo que ama e dá tanto prazer realmente alimenta o imaginário de muitas crianças que sonham em ser jogador de futebol, por exemplo.

Através do futebol a vida não apenas do atleta como também da sua família pode ser transformada da noite para o dia. Repentinamente ele pode se tornar rico e famoso.

Sou um desses exemplos. Ainda morando no interior de Pernambuco sonhava em um dia jogar profissionalmente pelo Flamengo.

Chegando ao Rio de Janeiro tive a oportunidade de dar os primeiros passos nessa direção.

Fui indicado pelo Deni, eterno massagista do Flamengo, com longa passagem pela seleção brasileira, que me viu jogar com a camisa nove no núcleo do América de Nova Iguaçu no ano em que fiz perto dos 40 gols.

Ao chegar ao Flamengo percebi que ter um sonho não bastava. À duras penas aprendi que sonhar realmente não custa nada, mas realizar, isso sim, custa muito.

Pra você ter uma ideia, caro leitor, dentre milhões de pretendentes, pouco mais de 30 mil atletas conseguem se profissionalizar. Dentre esses, cerca de 45% recebem apenas um salário mínimo e apenas 4% deles recebem acima de 20 salários mínimos – segundo um estudo apresentado no curso FGV/Fifa – coordenado por Pedro Trengrouse e divulgado na coluna do jornalista Ancelmo Gois, do O Globo.

Descobri que, assim como no meu caso, a maioria esmagadora realiza apenas em parte esse sonho.

Em contrapartida, desse sonho nasceram outros dentro mim e a frustração contribuiu para moldar o meu caráter e desenvolver competências novas que me levaram muito além do que eu iria se um dia não tivesse sonhado. Ou seja, o sonho não foi suficiente para me transformar em um jogador de futebol, mas certamente contribuiu para que hoje eu seja uma pessoa melhor.

Hoje ajudo atletas de maneira especializada a transformarem os seus sonhos em conquistas. A passarmos para o papel aquilo que vivo está em sua imaginação e, logo em seguida, tirar do papel e ir em busca.

A esperarem o melhor e se prepararem para o pior – a virarem a página sempre – independentemente do resultado, pois, a vitória de hoje não garante a de amanhã, da mesma forma a derrota.

Utilizando princípios bíblicos, como aquele que ensinou o apóstolo Paulo quando disse algo de fato fez ao julgar que ainda não havia alcançado. Que se esqueceu-se das coisas que para trás ficaram e que avançou para aquelas que diante dele estavam; prosseguiu firmemente para o alvo e recompensa da chamada de Deus em Cristo Jesus (Filipenses 3:13-14)

Jamais deixe de sonhar, pois os sonhos são uma uma grande fonte de reserva de forças que possuímos na vida. Como diz Augusto Cury:

“Os sonhos regam a existência com o sentido”

O fato de algum dos seus ter sido frustrado não impede que você permaneça a sonhar. Muitos deixam de sonhar e tentam impedir àqueles que permanecem sonhando.

E esteja sempre disposto a pagar o preço para alcançar os seus – jamais se esqueça de apresenta-los à Deus e confiar naquele que supre as nossas necessidades e concede o desejo do nosso coração.

Siga bem, em paz, sonhando, realizando e feliz.

Lulinha Tavares é coach esportivo, formado em Educação Física, MBA-FGV/FIFA/CIES, especialista em Psicologia do Esporte, empresário, pastor e líder da Igreja Batista da Graça em Queimados (RJ)

- Publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Bíblia, o consolo da dor: “quando escrevo eu aprendo”

Dona Maria Petrina, 79 anos, resolveu não apenas ler, mas copiar a Bíblia na íntegra, para ajudar a superar o luto pela morte do marido.

Poste cai em cima de um carro e homem sai ileso: “livramento de Deus”

Jorgino da Silva, 59 anos, poderia ter ficado gravemente ferido no acidente, mas reconhece que Deus o livrou! Saiba mais!

Itália: dos cultos online aos batismos presenciais

Missionários brasileiros, da Junta de Missões Mundiais realizaram diversos batismos de italianos que foram evangelizados nesse período de pandemia.

Confrajovem 2020 será online; Saiba mais!

O Confrajovem é um evento anual da Lagoinha Matriz que atrai jovens do mundo inteiro para adorar e buscar a Deus em uma só voz. Neste ano o evento será on-line. Saiba mais!

Entrevistas

Fernando Miguel e sua relação entre a fé e o esporte

Líder nato e convicto do seu propósito, o atleta tem buscado cada vez mais superar desafios e perseverar nas dificuldades

O Líbano já estava em crise, então veio a explosão

O presidente do Conselho Supremo da Comunidade Evangélica na Síria e no Líbano, Joseph Kassab diz: "Somos um país falido".

Rodrigo Silva e arqueologia: as evidências que comprovam a fé e a Bíblia

Para o pastor e arqueólogo Rodrigo Silva, a arqueologia é a ciência chave para comprovar a fé e a Bíblia. Confira a entrevista!

Especulações: O que se sabe sobre as explosões no Líbano?

"Há no Líbano e fora dele quem especule a participação secreta de Israel na explosão", declarou Natalia Calfat, Doutoranda em Ciência Política