24.4 C
Vitória
segunda-feira, 23 novembro 2020

Repensando a solidão como emoção positiva em tempos de isolamento

Mais Artigos

Reservas de Forças: aquela força extra que nos leva muito mais longe

O que trago aqui hoje são cinco fontes de reservas de forças, que nem sempre são mensuráveis, mas são perceptíveis

Biden venceu, e agora?

Estou nos Estados Unidos desde 1986 e nunca vi este país tão dividido, em tantas agendas.

Vacina contra a covid-19: a marca da besta?

Seria a vacina contra covid-19 a marca da besta, um meio de implantar um chip na população mundial para o controle do anticristo?

A solidão é um sentimento. Priorizada na significação patológica, é vista como uma emoção negativa. Aqui, repensaremos a solidão numa perspectiva de emoção positiva

Por Clovis Rosa Nery

Solidão não é a mesma coisa que isolamento”, afirma com respaldo teórico, o escritor e cientista Goleman. Em rigor, seria um reducionismo generalizar e classificar um quadro de solidão exclusivamente numa condição absoluta, porque pode haver uma dimensão polissêmica. Destarte, se, habitualmente, o profissional focar o significado patológico e preterir o ontológico, o estado de solitude do ser, geralmente alto em pessoas de QI elevado, não será considerado.

Em outras palavras, há dois tipos de solidão, com características e finalidades distintas, à luz daquilo que eles propõem afastar ou aproximar, conforme ensina o filósofo e teólogo Martin Buber. O primeiro, com a ausência de contatos, gera no ser um vazio interior; é uma emoção negativa. O outro, distante das relações sociais regulares, conduz o ser, via meditação, a uma proximidade maior com o Espírito de Deus; é uma emoção positiva.

Na Bíblia, encontramos quadros de solidão, como emoção positiva, tanto no Velho, quanto no Novo Testamento. A escritora Lettie Cowman facilitou nossa pesquisa. Ao examinarmos o seu clássico Mananciais no Deserto, na página 66, deparamos com a seguinte afirmação:

 “Os maiores milagres de Elias e Eliseu tiveram lugar quando eles estavam a sós com Deus. […]. Josué estava só quando o senhor veio a ele (Js 1.1). Gideão e Jefté estavam sós quando comissionados para salvar Israel (Jz 6.11 e 11.29). Moisés estava a sós junto à sarça no deserto (Êx 3.1-50). Cornélio estava orando a sós quando o anjo lhe veio (At 10.2). Pedro estava a sós no terraço alto, quando recebeu instruções para ir aos gentios. João Batista estava só no deserto (Lc 1.80; e  João, o amado, estava só, em Patmos, quando chegou mais perto de Deus (Ap 1.9)”. 

Se você sente solidão, especialmente nesta época de isolamento social, não se desespere, pare e pense: quem sabe, nosso Senhor esteja querendo lhe falar ou ensinar algo, como fez com esses personagens citados? A sua percepção direcionará o seu sentimento.

Era a sós, na solidão, ora nos montes, ora nos desertos, que Jesus, por meio da meditação e da oração, intensificava a comunhão com o Pai e revigorava as Suas forças para levar adiante  Sua missão redentora. É na solidão do nosso interior que Ele manda que oremos a Deus para fortalecermos o espírito (Mateus 6:6).

A Bíblia afirma, em Salmos 34:19: “Muitas são as aflições do justo, mas de todas elas o Senhor o livra”. Acompanhada da afirmação contundente, vem a promessa maravilhosa: o Senhor nos livra das tribulações. Aleluia!

Sejam quais forem as circunstâncias, aproxime-se das Escrituras. Examinando-as, ingerimos alimento saudável e, crendo, fortalecemo-nos, espiritualmente. Confiando em Deus, mesmo que a fé seja pequena, podemos mover montanhas e ir ao Céu; com uma grande fé, trazemos o Céu até nós, disse Spurgeon.

Perto está o Senhor de todos que invocam o Seu Santo nome (Salmos 145: 18); pois, uma experiência genuína com o Pai Celestial ocorre na arena solitária de nosso coração. É ali que Ele fala conosco, consolando-nos e confortando-nos. Crendo você triunfará! Ele dará a bênção. Você pode recebê-la e vencer, pois sua vida é especial para Deus.

Clovis Rosa Nery é Psicólogo e administrador de empresas. Autor de vários livros.

- Publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Covid-19: Brasil tem maior alta de mortes desde maio

Com o aumento de casos de covid-19 Brasil, pastores brasileiros alertam seus membros para os cuidados redobrados de saúde. Saiba mais!

Miniconferência on-line: “Fé e Ciência para Corpos e Mentes”

Cientistas cristãos brasileiros respondem questões de fé e ciência para corpos e mentes. Tema será abordado na mini Conferência online. Saiba mais!

Ataque a igreja nos EUA deixa dois mortos

Ataque aconteceu na Igreja Batista da Graça, em San José, Califórnia. Não havia culto no momento do ataque, apenas moradores de rua, que estavam abrigados no local. Saiba mais!

Atriz é demitida por se posicionar contra a homossexualidade

Após usar sua página no facebook para escrever seu posicionamento contra a homossexualidade, a atriz cristã foi demitida de uma peça de teatro que participaria como atriz principal. Saiba mais!

Entrevistas

João Mordomo: O desafio de evangelizar e plantar igrejas

Co-fundador da Crossover Global, movimento missionário de plantação de igrejas no mundo, fala do desafio de pregar o evangelho entre os povos não alcançados.

Abby Johnson: “Ninguém está além da graça e do amor de Deus”

Em entrevista exclusiva à Comunhão, a empresária Abby Johnson revela os detalhes que a fizeram deixar uma clínica de aborto para se tornar uma ativista pró-vida nos EUA. Confira!

Paulo Oliveira: Toda crise é boa para quem é pequeno

Como será de agora em diante para a economia, a política e a educação? E onde a Igreja entra nisso? Confira a entrevista com Paulo Oliveira, presidente do Instituto Renovo

Davi Lago e Leonardo Gonçalves: a crise e a oportunidade de fazer diferente

Para Davi Lago e o cantor Leonardo Gonçalves, simplicidade, solidariedade e amor são ingredientes fundamentais para vencer a crise