26.1 C
Vitória
terça-feira, 7 abril, 2020

Austrália: Socorro aos afetados pelo incêndio

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

PIB da China deve ter no 1º trimestre a primeira queda em 40 anos, diz estudo

O Produto Interno Bruto (PIB) da China deverá registrar no primeiro trimestre a sua primeira queda em quarenta anos, mostra o estudo "Perspectivas do Desenvolvimento Econômico Chinês pós-Covid-19 e impactos para a economia brasileira"

Plataforma Inteligente no combate ao coronavírus no ES

O Centro de Comando e Controle para Ações e Prevenção ao Coronavírus no Estado do Espírito Santo lançou uma Plataforma Inteligente contra a Covid-19. Saiba mais!

Rainha Elizabeth II: “dias melhores virão”

Em 68 anos de reinado este foi o quinto discurso realizado por Elizabeth II, que destacou o esforço dos profissionais do sistema público de saúde na luta contra o covid-19

Igrejas de Cuba terão espaço na televisão nacional

Os evangélicos cubanos de diferentes denominações haviam compartilhado através das redes sociais um pedido dirigido ao Instituto Cubano de Rádio e Televisão (ICRT) , para incluir conteúdo cristão em sua programação regular.

Socorro aos afetados pelo incêndio na Austrália. Membros da Igreja Adventista se movimentam para ajudar as pessoas enquanto oram e lamentam o que perderam

Em Cobargo, no sudeste de Nova Gales do Sul, na Austrália foi uma das áreas mais afetadas pelo incêndio, que atinge o país já vários dias. No local, sete famílias de uma Igreja Adventista perderam suas casas, propriedades e negócios.

A casa em que o pequeno grupo de Cobargo, um total de 15 membros, incluindo crianças, costumava se reunir também foi destruída. “A casa em que costumávamos a reunir desapareceu completamente. Lares foram perdidos desde Wandella até o norte, como Batemans Bay”, contou o pastor do grupo local, Dragan Kanazir.

Como medida de socorro às vítimas, membros de outras igrejas se reuniram para ajudar as pessoas. Julie Nagle, que coordena os Ministérios Aborígenes e Ilhéus do Estreito de Torres (MAIET) para a Associação do Sul de Nova Gales do Sul (ASNGS), uma das sedes administrativas da Igreja no país. Também foram feitas visitas nos centros de evacuação ajudando as comunidades aborígenes.

Segundo Nagle, um membro do pequeno grupo de Cobargo não conseguiu encarar o retorno para sua propriedade após perder sua casa e todas as memórias de sua falecida esposa nos incêndios. Seu irmão de 92 anos morreu em 5 de janeiro. Ela disse que a igreja está orando por ele e apoiando-o nesse momento difícil.

Ajuda

Para ajudar a comunidade, a Igreja Adventista de Bega abriu as portas para funcionar como um centro de evacuação. 35 pessoas estão acomodadas no local. O corredor da igreja também foi usado para armazenar comida.

“Quando percebemos que o centro de evacuação da rodovia estava ficando sobrecarregado, tomamos a decisão rápida de abrir a igreja e permitir que as pessoas usassem as instalações”, pontuou Kanazir.

A Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) também está providenciando pagamentos de cerca de $350 dólares para famílias carentes em todo o território da Associação. E $1,400 dólares para que igrejas ajudam suas comunidades. Até agora, 15 famílias foram contempladas com a ajuda.

“Algumas famílias perderam casas, algumas propriedades ou parte de suas propriedades, algumas foram evacuadas e não conseguem voltar ao trabalho, enquanto outras estão se voluntariando em vez de trabalhar e ficaram sem fundos”, contou Sabrina Taituve.

Oração em meio à desesperança  

Em outros locais do país, também atingidos pelo incêndio muitos membros da igreja perderam suas casas ou foram evacuados devido aos incêndios ou à fumaça.

“Muitos de nossos membros que moram em Batlow perderam suas casas, mas dois lutaram para salvar suas propriedades e conseguiram com sucesso. Em Corryong, outro membro da igreja e voluntário do Corpo de Bombeiros Rural perdeu parte de sua terra”, descreveu Jeremy Taituave.

Segundo Jeremy, há uma sensação de desesperança nas comunidades rurais. E uma necessidade de promover esperança, reunir-se e encorajar-se. “Vamos nos encontrar com nossas igrejas, ter reuniões e conversar sobre como responder. Precisamos reparar os estragos emocionais e espirituais. Vamos abrir nossas portas para orações”, explicou.

Apesar do senso de desesperança, voluntários e desabrigadas têm sido encorajados pela oração.

 

“Quando eu estava dirigindo, avistei um caminhão dos bombeiros e tive que parar. Fui até os bombeiros e disse: ‘Isso pode ser um pouco louco, mas eu senti tocada para vir aqui e orar com vocês e seus caminhões’. Um deles se virou e disse: ‘Sim, por favor!’ Eu não fazia ideia do que ia dizer, mas a partir do momento em que coloquei minha mão sobre aquele caminhão, as palavras vieram: ‘Em nome de Jesus, onde quer que essas rodas passarem e aonde esses pés pisarem, que o Senhor abençoe a generosidade e a compaixão deles’. Venho fazendo isso em cada caminhão, e eles ficam muito agradecidos”, contou Nagle.

Apesar do estresse e da devastação por todo lado, Ford disse que sua fé foi fortalecida como resultado dos incêndios. “Tem sido uma oportunidade de compartilhar Jesus com outros. Como uma pequena cidade muito unida, as pessoas estão dizendo ‘Deus esteja com você,’ e elas nem são pessoas que temem a Deus. Muitas pessoas estão pedindo por orações”, reforçou.

“O que está sendo impressionante para nós são as ligações de pessoas que mal conhecemos que nos ofereceram camas e acomodação”, afirmou Ford. “Até as empresas disseram às pessoas para não se preocuparem com pagar a conta. E eu sou muito grata pelas orações de todos”.

*Com informações de Notícias Adventistas


leia mais

Fumaça da Autrália chega ao Brasil, igreja realiza ação
Mensageiras de Deus em hospitais e escolas da Austrália 

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Live: “As perguntas cruciais a serem respondidas na crise”

Um dos 25 melhores CEO’s dos EUA, Craig Groeschel fará nesta quinta-feira (02), às 10h30, uma Live exclusiva para o Brasil com tradução simultânea

Vigília online ‘Há uma Luz’: um clamor contra o covid-19

Para levar paz e esperança à população afetada pela pandemia global da Covid-19, a plataforma cristã, InChurch, organizou a vigília online “Há uma Luz” nesta quarta (1º).

26 de março: live – Como inovar na igreja em tempos de disruptura

Nesta quinta (26), as 19h, vai acontecer a primeira live da série "O efeito da liderança na crise” com Josué Campanhã, diretor da Envisionar e Thiago Faria

Novo Som faz show online

Devido a quarentena por causa do coronavírus, a banda vai estar ao vivo no sábado (28) a partir das 20h. Será transmitido pelo Instagram e Facebook

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Vencendo o medo é tema de campanha da SBB

Nesses tempos difíceis que o Brasil e o Mundo têm enfrentado, a Sociedade Bíblica do brasil quer levar Esperança às pessoas. Por isso, foi lançada a campanha de evangelização "Vencendo o Medo", com o objetivo de compartilhar a Palavra de Esperança.

Danilo Franco traz o pop pentecostal em “Confio em Deus”

Em tempos de isolamento social, a mensagem da canção "Confio em Deus", de Danilo Franco, pode fazer grande diferença na vida de milhares de pessoas. 

Serginho, do Roupa Nova, em projeto gospel

Conhecido por integrar um dos maiores grupos musicais do Brasil, o Roupa Nova, Serginho agora lança "releituras", um projeto com louvores consagrados do meio evangélico

“Me aproximei mais de Deus”, desabafa Yudi Tamashiro

Chorando muito, Yudi Tamashiro contou que a doença foi descoberta há dois meses. Mas só esta semana foi confirmado que o tumor é maligno. Então ele fez um desabafo.