21.9 C
Vitória
domingo, 24 outubro 2021

Sobrevivente do voo da Chape: “Posso crer no amanhã”

“A vida é feita de tempos, e tempos de conquistas e derrotas. O segundo tempo não pode ser desperdiçado!”

Por Marlon Max

Depois de ficar totalmente sem combustível, o avião da LaMia, voo 2933, no qual viajavam jogadores, dirigentes e convidados do clube de futebol Chapecoense, da Bolívia a Colômbia, se arrojou na madrugada de 29 de novembro de 2016 perto do Monte Gordo, quando se aproximava para pousar no Aeroporto Internacional José María Córdova.

No acidente morreram 71 das 77 pessoas que embarcaram no avião. Sobreviveram três jogadores, dois tripulantes e um jornalista.

Neto, um dos jogadores sobreviventes, conta aqui seu relato e experiência após alguns meses do acidente. Um relato de sobrevivência e fé que faz o leitor reavaliar seu propósito na vida e suas prioridades. A autobiografia de Neto nos faz conhecer o quanto a busca para se tornar um atleta profissional exige força de vontade e renúncias.

A mensagem de Posso crer no amanhã confirma o poder de um Deus que faz milagres e que continua a escrever lindas e marcantes histórias através de quem tem um relacionamento íntimo e uma vida dedicada a ele. — Leandro Castán, zagueiro do Roma e campeão da Copa Libertadores da América em 2012 pelo Corinthians.

Sobre o Autor

Helio Zampier Neto, o zagueiro NETO da Chapecoense, é jogador profissional de futebol e defendeu também as camisas do Santos e do Guarani, entre outras.
Neto ficou mundialmente conhecido após ter sobrevivido ao acidente a bordo do avião da La Mia que vitimou 71 pessoas.
Casado com Simone e pai dos gêmeos, Helam e Helen, o autor também ministra palestras por todo o país.
- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se