20.8 C
Vitória
sábado, 4 julho, 2020

TAG

missão portas abertas

Os 41 anos da missão Portas Abertas no Brasil

Portas Abertas faz 41 anos no país, mobilizando a igreja brasileira a se engajar com a causa da Igreja Perseguida No último dia 1º de maio...

Nigéria – Cristãos desabrigados precisam de ajuda

Mais de três mil pessoas precisam de abrigo, comida e roupas. Mais de 200 pessoas morreram em confrontos entre comunidades rurais no estado de Plateau,...

Carta solidária para cristãos perseguidos

Campanha da Missão Portas Abertas encoraja cristãos a escrever cartas para crianças perseguidas da Indonésia. Prazo é até 30 de junho. A Missão Portas Abertas...

Louvor e gratidão pelos 40 anos da Portas Abertas

Mais de 1500 pessoas se reuniram na Igreja Batista Boas Novas, em São Paulo, no sábado (05) para celebrar os 40 anos de ministério...

Petição de ajuda aos cristãos do Iraque e Síria atinge 800 mil assinaturas

A petição reuniu 808.172 assinaturas no mundo inteiro. Só no Brasil foram 61 mil assinaturas. Pelo menos 143 países participaram da ação, que foi...

Portas Abertas completa 62 anos dando suporte à igreja perseguida

A Missão Portas Abertas completou recentemente 62 anos de fundação e neste período, tornou-se uma das maiores entidades cristãs do mundo. Presente em dezenas de...

Últimas Notícias

Isadora Pompeo apresenta ao público: “Seja Forte”

A canção é a segunda do novo projeto, lançado em parceria com a Musile Records

Flexibilização do isolamento pode ter levado 1,1 milhão de volta ao trabalho

Segundo a Pnad Covid, pesquisa divulgada pelo IBGE, de 7 a 13 de junho, a taxa de desemprego no País estava em 12,4%, ante 11,8% na semana anterior

O estrago do ciclone bomba em igrejas do Sul do Brasil

Após ciclone, Igreja Luterana de Blumenau (SC) estima prejuízo de R$ 200 mil no entorno de imóvel histórico. Fenômeno deixou 10 pessoas mortas

México de joelhos por perdão e avivamento

Cristãos em oração nas ruas do centro da Cidade do México, capital do país, durante o Marcha de Gloria

Decotelli sobre sua saída do governo: “Me sinto destruído”

Em uma entrevista concedida à Uol, o ex-ministro Carlos Decotelli afirmou que o racismo influenciou na sua demissão do Ministério da Educação