27.8 C
Vitória
domingo, 11 abril 2021

Setembro amarelo: cartas sobre esperança

Grupo de alunos da Escola Adventista da Serra (ES), preencheu um varal com cartas e livros sobre esperança. Iniciativa é para lembrar a campanha Setembro Amarelo

Esse mês é dedicado especialmente a campanha Setembro Amarelo. No Brasil inteiro diversas ações são desenvolvidas em prol da vida e prevenção ao suicídio. Na Serra, região metropolitana da grande Vitória (ES), um grupo de alunos do Colégio Adventista também entraram na campanha. Eles preencheram um varal com cartas que falam de esperança.

Embora os alunos tivessem a oportunidade de pendurar as mensagens no espaço em frente à escola, a iniciativa, chamada de “Setembro Amarelo: mais amor a vida”, foi desenvolvida em formato de drive-thru. A mobilização aconteceu na última sexta-feira, 4. Mas a segunda edição do projeto será realizado dia 25.

Segundo uma das professoras responsáveis pela ação, Elaine de Souza, é importante falar de suicídio. “Considerando a importância da valorização da vida, aproveitamos o mês de setembro e pensamos em trabalhar a solidariedade, a afetividade dos alunos em forma de cartinhas e bilhetinhos com mensagens de apoio e valorização da vida”, explicou.

O varal estará montado à disposição da comunidade durante todo o mês. Uma placa no local sinaliza que os bilhetes e livros estendidos na frente da escola são gratuitos e trazem mensagens de esperança. Os alunos também ganharam uma literatura para distribuírem onde moram.

Reações positivas

Toda a escola está envolvida. Nesta primeira fase do projeto apenas parte dos alunos esteve presente e deu o ponta pé no projeto. Algumas cartas foram confeccionadas e anexadas em um coração, de cor amarela, em alusão à campanha. Outras foram escritas em formato de cordel, um gênero literário brasileiro estudado em sala de aula.

Para os alunos, o projeto provoca um olhar mais sensível para este tema. “Nós estamos contribuindo para uma sociedade melhor. Porque esse é um problema que atinge várias pessoas e muitas vezes é ignorado”, disse Athos Figueiredo, aluno do oitavo ano.

“É importante porque pode criar esperança no coração das pessoas porque tem muitas pessoas que até perderam, né? A esperança de que tudo isso pode melhorar”, pondera Camila Bita, mãe de Yasmin, uma das alunas que participou do projeto .

setembro_amarelo-alunos 2
Alunos criaram cartazes com mensagens de esperança. Foto: Ana Paula Oliveira

Ação

A ação também faz parte das atividades pedagógicas desenvolvidas pela escola que contemplará matérias como Educação Artísticas e Língua Portuguesa. Dezenas de livros para adultos e crianças foram entregues. Professores distribuíram a literatura em pontos próximos à escola.

“Eles confeccionaram cordéis e esses cordéis têm o intuito de transmitir paz, amor e alegria às pessoas. Para que eles entendam que setembro não é apenas sobre conscientização como também um mês para se transmitir amor”, reforçou Elisabete Bahiense, idealizadora a campan ha.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se