Escolas da Serra-ES utilizam tecnologia a favor da educação

Celular proibido em sala de aula? Nas escolas da Serra eles são bem-vindos

Para alguns professores, o celular dentro da sala de aula só atrapalha. Na França, por exemplo, os alunos não vão poder nem levar o telefone para escola quando voltarem às aulas em setembro. Nem mesmo desligado. Mas os profissionais da escola municipal Hebert de Souza, na Serra, em vez de proibirem, adotaram o aparelho como uma ferramenta para ensinar.

O diretor da escola, Vagner de Oliveira, avalia que a tecnologia pode ser usada como uma forma de aproximação e estímulo para os alunos. “Incentivamos os alunos a usarem o celular durante a aula de matemática, para jogarem dama. O objetivo é criar momentos lúdicos e mais estimulantes”. O diretor explica que está surpreso com os resultados.

“Os alunos estão gostando muito! Indicamos o aplicativo e agendamos até campeonatos entre turmas. O próximo passo é incentivar o jogo de xadrez”, adiantou.

Com essa medida, os estudantes estão mais interessados nas aulas, além disso, se sentem mais atraídos para o ambiente escolar. “Conseguimos incentivar o raciocínio lógico dos alunos e o espírito de equipe”, contou Vagner.

A secretária de Educação, Nelci Gazzoni, destaca que, com o avanço da internet móvel, o uso do celular é cada vez maior entre os jovens.

“É importante que haja disciplina para utilizar as diversas ferramentas interativas que os aparelhos oferecem, principalmente em período de aula. A Sedu recomenda que o uso na escola seja apenas para fins pedagógicos”, pontuou.

*Com informações da Assessoria de Comunicação da prefeitura da Serra-ES


Leia mais

Temer veta gastos para cumprir Plano Nacional de Educação
Orçamento da Educação vai crescer em 2019

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!