31.9 C
Vitória
domingo, 28 novembro 2021

Série: os 7 erros da benção dos pais

Mais Artigos

 Sabedor que poderíamos não ler toda a Bíblia, Deus colocou os pontos vitais, principalmente no que tange à prosperidade das famílias, logo no Gênesis

 Por Fabio Hertel

ERRO 07: SER POSITIVISTA APENAS

No último ensaio desta série, você poderia ainda estar se perguntando: Como posso ter certeza de que minha Bênção fará diferença na vida de meus filhos? Então, eu conduziria a resposta também perguntando: Você tem certeza de que irá para o céu após a morte? Você tem certeza de que ao compartilhar as boas novas do evangelho, as vidas de seus ouvintes serão transformadas? Penso que para todas estas perguntas só teremos respostas mediante à porção da nossa fé. Fé que vem pela Palavra de Deus. Então vamos a ela.

No princípio

 Sabedor que poderíamos não ler toda a Bíblia, Deus colocou os pontos vitais, principalmente no que tange à prosperidade das famílias, logo no Gênesis. E é neste livro introdutório que encontramos o próprio Deus escolhendo a Bênção como ferramenta para garantir e perpetuar sua vontade de nos ver frutificar, multiplicar, assumir o comando, cultivar e guardar sua criação (Gn 1:28; 2:15). Foi iniciativa de Deus também, iniciar o ciclo de uma Cultura de Bênçãos nas famílias. “Eu te abençoarei…” então “…você será uma Bênção para outros.” (Gn 12:2). Dezenas de outros textos comprovam que esta Cultura de Bênçãos deveria ser perpetuada de geração a geração (Gn 12:3; 17:7; 18:19; 25:11; 28:14). Assim, Abraão abençoou Isaque e ainda lhe deu toda a sua herança (Gn 25:5), atitude aprovada por Deus (Gn 25:11). Isaque abençoou Jacó (Gn 27:27-29). Jacó abençoou José e ampliou a proposta abençoando também seus netos (Gn 48:11-22). A Bíblia ainda investiu um capítulo inteirinho para revelar as Bênçãos de Jacó sobre todos os seus filhos. (Gn 49).

O sobrenome de Deus

 O sobrenome dos patriarcas não é revelado nas Escrituras, mas o de Deus sim: “Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó (Ex 3:6a). Com este “sobrenome” Deus deixa claro que não é um Deus de sacerdotes, pastores, líderes religiosos apenas, mas um Deus familiar e que sua Bênção se perpetua de pai para filho. No Novo Testamento a fé de Isaque e Jacó é enaltecida por abençoarem seus filhos e netos (Hb 11:20-21) e ainda garante que a mesma Bênção dada a Abraão está sobre todo aquele que crê em Jesus (Gl 3:14). Isso é suficiente para jamais encerramos o ciclo de receber e ministrar Bênçãos.

 Seja um canal de Bênçãos

 Abençoar não é apenas dizer algumas palavras positivas. Ter uma perspectiva positiva da vida e comunicar esta visão é muito bom, mas isso não é abençoar. Abençoar é crer na Palavra de Deus, desfrutar de suas promessas e transmiti-las a quem você ama. A Bênção não é a força de um pensamento positivo, é a força de um Deus poderoso que te ama e quer ver você e sua família prosperarem para Sua glória. Amém!

Fábio Hertel é Bacharel em Teologia, psicanalista clínico, pós-graduado em Marketing e uma história recheada de empreendedorismo, criativo, boas estratégias e conhecimentos sobre negócios.

Para saber mais sobre este assunto acesse:  fluir.bencaodiaria.com.br/7erros @fabioherteloficial

- Publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Entrevistas