27.6 C
Vitória
quinta-feira, 25 fevereiro 2021

Seria a Bíblia atual?

Mais Artigos

A batalha é real

A batalha é dura e constante, precisamos estar com a armadura e sermos guerreiros obedientes a Deus

Os sinais cada vez mais evidentes da volta de Jesus

Você está pronto para a surpreendente volta de Cristo? Para alguns será uma armadilha e para outros o cumprimento da promessa de Deus

‘Boi de Piranha’ do sistema político

Daniel Silveira foi esse boi de piranha do nosso sistema político. Ficamos acreditando que fizeram uma injustiça, quando, na verdade, o que Bolsonaro queria...

De fato, propor uma ética bíblica não é tarefa fácil, mas a Bíblia continua válida hoje como o foi no passado

Por Rodrigo Silva

Desde os primórdios do cristianismo, a Bíblia é reconhecida como a regra de fé e prática dos seguidores de Jesus Cristo. Contudo, ao longo da história, as afirmações bíblicas têm encontrado diferentes formas de objeção. A mais recorrente é a dificuldade intuitiva de praticar os mandamentos nos dias de hoje.

Muitos são céticos quanto ao valor da Bíblia para nossos dias. Outros, apregoam a necessidade de atualizá-la e há os que afirmam sua literalidade mesmo com o risco de se tornarem fundamentalistas.

De fato, propor uma ética bíblica não é tarefa fácil, mas a Bíblia continua válida hoje como o foi no passado. “A relva murcha e as flores caem, mas a Palavra de nosso Deus permanece eternamente!” (Isaias 40:8).

Deus e sua Palavra não podem ter sua essência alterada. Como disse Jesus, “até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da lei até que tudo se cumpra” (Mt 5:18).

Considerando que “toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça” (II Tm 3:16), por que ensinamos a fidelidade matrimonial conforme Êxodo 20:14 e não sancionamos a execução de quem adulterar conforme Lv 20:10? Situações distintas demandam aplicações distintas da lei. Exemplo: uma pandemia demanda toque de recolher e um tornando evacuação geral. Em ambos os casos, o que está em pauta é a proteção dos cidadãos.

Da mesma forma a Bíblia. O mesmo Deus que mandou apedrejar o transgressor do sábado num contexto (Nm 15:32-36), propiciou o livramento de uma adúltera noutro (Jo 8: 1-11). Não se trata de contradição, mas de lógica contextual.

Imaginemos o princípio do respeito ao semelhante. Entrando numa igreja cristã, retire seu chapéu por questão de respeito; mas numa sinagoga, coloque um chapéu por questão de respeito.

Percebeu? O princípio permaneceu o mesmo, sua aplicação mudou de ambiente para ambiente. O problema está quando as pessoas confundem o princípio com a aplicação histórica do mesmo e criam regras confusas como as que obrigam todos a usarem chapéu diante de Deus ou a tirarem o chapéu diante dele, causando, neste caso uma quebra do princípio de respeitar o semelhante.

Mas alguém dirá: e como saberemos se a aplicação está correta ou se o ambiente merece mesmo nosso respeito? Afinal de contas, não pode ser moralmente correto ir nu a uma praia de nudismo pois ali seria um escândalo comparecer de roupas. É neste momento que surge a ética ou o convite para a reflexão sobre os princípios e normas que falamos acima.

Ela não é uma ciência exata, mas é o melhor meio de encontrarmos uma alternativa justa para situações difíceis. No caso dos cristãos, esse exercício de “pensar” deve ser combinado com oração sincera, estudo da Palavra e interação com outros de mentalidade espiritual.

As regras de Deus são boas e são nosso guia moral para a vida. Séculos de história não fizeram Jesus duvidar da relevância das Escrituras. Ele citava Moisés para embasar sua ética, expulsava demônios e cria na historicidade do Gênesis. Mas a modernidade trouxe consigo teólogos mais expertos em Bíblia, que consideram o Gênesis um mito e as possessões um caso para psicólogos. Seria tudo cômico, se não fosse espiritualmente trágico.

Rodrigo Silva é doutor em Arqueologia Clássica, doutor em Teologia Bíblica, pós-doutor em Arqueologia Bíblica na Andrews University (EUA), especialista em Arqueologia pela Universidade Hebraica de Jerusalém. É graduado em teologia e filosofia e mestre em Teologia Histórica. Autor de vários livros

- Publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Irmão Lázaro está internado em estado grave com covid-19

Vereador de Salvador (BA), Irmão Lázaro foi deputado federal pela Bahia, por 4 anos e tem 36 anos de carreira na música gospel. Saiba mais!

Culto com mais de duas mil pessoas em Curitiba (PR) é interrompido

O culto denominado "Noite de Abraão", da Igreja Mundial, foi interrompido na noite desta quarta-feira, 24, pela polícia por conta da aglomeração de pessoas. Saiba mais!

República Dominicana proclamada “Nação de Deus”

O objetivo é elevar a fé da população da República Dominicana em meio à catástrofe provocada pela pandemia, que deixou mais de 3 mil mortos no território. Saiba mais!

Itália: Deslizamento em cemitério lança 200 caixões ao mar

Causa do acidente está relacionada à erosão da falésia, que acabou sendo intensificada pelas tempestades que atingem a Itália. Saiba mais!

Entrevistas

A força das missões transculturais

Conheça a Adventist Frontier Missions (AFM), um lugar para você servir as missões transculturais enquanto vê o mundo pelos olhos de Deus. Saiba mais!

Pastor Antônio Júnior: simplicidade ao explicar a Bíblia

Com 14 milhões de seguidores em todas as redes sociais, Pastor Antônio Júnior é o dono do maior canal de pregação do mundo no Youtube. Saiba mais!

Ilma Cunha: depressão e ansiedade na pandemia

Já viu como tem gente deprimida e ansiosa à nossa volta? As doenças da alma ganharam força total nesta pandemia. Confira a entrevista!

Entrevista com o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande

“O melhor dos cenários para 2021 é com vacina” "O melhor dos cenários para 2021 é com vacina” Por Luciene Araujo “Vamos andar mais rapidamente que o...