27.1 C
Vitória
sexta-feira, 28 janeiro 2022

Sequestradores querem 17 milhões pela libertação missionário no Haiti

haiti (1)
Foto: reprodução

Em comunicado, o Christian Aid Ministries disse que os sequestrados incluíam seis homens, seis mulheres e cinco crianças, sendo 16 americanos e um canadense

Por Marlon Max

O ministro da Justiça, Liszt Quitel, disse na terça-feira (19) que a gangue que sequestrou 17 membros de uma organização de ajuda cristã sediada nos EUA no Haiti no sábado quer um resgate de US $ 1 milhão para cada pessoa tomada como refém.

De acordo com Quitel, que falou ao The New York Times por telefone, “A demanda foi feita ao chefe Christian Aid Ministries (organização que enviou os missionários) – eles pediam  $1 milhão por pessoa. Freqüentemente, essas gangues sabem que essas demandas não podem ser atendidas e eles vão considerar uma contra-oferta das famílias, e as negociações podem levar alguns dias, às vezes, ou algumas semanas.”

De acordo com o site Christian Post, a gangue 400 Mazowo, cujo nome pode ser traduzido como “homens inexperientes”, é conhecida por seus assassinatos hediondos, sequestros para operações de resgate e extorsão de empresas.

Nos últimos meses, o Christian Aid Ministries tem coordenado um projeto de reconstrução em áreas devastadas pelo terremoto de agosto de 2021.
/ Foto: reprodução

O ministro da Igreja Hart Dunkard Brethren, Ron Marks, que falou ao Detroit News na segunda-feira, explicou que os membros de sua congregação estão entre os sequestrados.

Marks se recusou a mencioná-los, mas disse que o membro mais jovem tem menos de 10 anos. Ele também disse que a ênfase principal de sua família era em Deus e em Sua providência para ajudá-los durante a crise.

Em uma atualização na segunda-feira (18), o Christian Aid Ministries expressou gratidão ao público por seu apoio e orações pelo resgate dos missionários. Também pediu orações pelos sequestradores.

“Apreciamos muito as orações dos crentes em todo o mundo. A Bíblia diz: ‘A oração fervorosa e eficaz de um homem justo tem muito valor’ (Tiago 5:16). Junte-se a nós em oração para que Deus a graça sustentaria os homens, mulheres e crianças que estão sendo mantidos como reféns “, declarou o grupo baseado em Ohio.

A Christian Aid Ministries então pediu explicitamente orações para que os reféns “encontrassem forças para demonstrar o amor de Deus”.

“Os sequestradores, como todas as pessoas, foram criados à imagem de Deus e podem ser mudados se se voltarem para Ele”, continuou. “Ao mesmo tempo que desejamos a libertação segura de nossos trabalhadores, também desejamos que os sequestradores sejam transformados pelo amor de Jesus, a única fonte verdadeira de paz, alegria e perdão”.

Na terça-feira, o Christian Aid Ministries revelou que os adultos mantidos presos têm entre 18 e 48 anos. Já as crianças têm entre 8 meses e 15 anos.

“Ore para que nossos obreiros possam responder ao ódio com o amor de Jesus, superar o espírito de medo com fé e enfrentar a violência com um desejo genuíno de abençoar seus opressores”, declara o pedido de oração.

Além disso, eles pediram orações pelas autoridades civis haitianas e americanas que estão tentando resolver a crise.

Antes do sequestro, os esforços do grupo no Haiti incluíam ajudar milhares de estudantes pobres, distribuição de materiais bíblicos e cristãos, distribuição de medicamentos para muitas clínicas, treinamento de pastores haitianos e fornecimento de refeições para idosos e necessitados. Desde agosto de 2021, eles também estão ativamente envolvidos na organização de um esforço de reconstrução para as vítimas do terremoto que perderam suas casas.

Com informações Christian Daily

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se