22.7 C
Vitória
domingo, 14 agosto 2022

Senador cristão na Comissão da ONU para pessoas com Deficiências

senador-cristão
Foto: Reprodução

O senador Floyd Morris, da Igreja Adventista da Jamaica, vai atuar na implementação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência pelos estados/ países signatários

O senador Floyd Morris, membro da Igreja Adventista Andrews Memorial, na Jamaica, foi eleito membro da Comissão das Nações Unidas para Pessoas com Deficiências. A eleição aconteceu no dia 30 de novembro de 2020.

Morris, que sofre de uma deficiência visual, é o primeiro jamaicano a ser eleito para essa comissão. Ele foi uma das nove pessoas escolhidas para substituir aqueles cujos mandatos expiram em 31 de dezembro de 2020.

De acordo com o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas, a comissão inclui 18 especialistas independentes, o que indica que cada membro tem que ser uma pessoa de caráter moral elevado e competência, e reconhecida no âmbito dos direitos humanos.

“Estou extremamente exultante por ter sido escolhido para essa comissão de alto nível das Nações Unidas. Isso é o que alguém recebe quando deposita sua fé e confiança em Deus, pois Ele prometeu que, quando depositamos nossa fé e confiança Nele, Ele nos guiará e dirigirá nosso caminho”, afirmou Morris.

Outras titulações

Em 2017, Morris recebeu o título de Doutor em Filosofia (PhD) pela Universidade das Índias Ocidentais (UWI) em Kingston, Jamaica. Morris é membro do Senado da Jamaica, observador especial sobre Deficiências da Comunidade Caribenha (Caricom), e professor e diretor do Centro de Estudos sobre Deficiências da Universidade das Índias Ocidentais.

“O senador Morris tem sido um grande trunfo para a Igreja Adventista e para a nação em geral”, disse o pastor Everett Brown, presidente da Igreja Adventista na Jamaica. “Ele foi um pioneiro que abriu caminhos para a comunidade de pessoas com deficiências na Jamaica. Sua paixão pelos direitos e pelo bem-estar das pessoas com deficiências não tem igual, e ele é a pessoa ideal para representar os interesses dessas pessoas em todo o mundo”, reconhece.

Trabalho na Jamaica

Morris é bem conhecido na Jamaica por sua luta em favor da comunidade de deficientes e uma fonte de inspiração para que os integrantes dessa comunidade alcancem altos níveis de sucesso, apesar de ser cego desde sua adolescência, e de sua origem humilde em um distrito agrícola rural do leste da Jamaica.

É considerado responsável pela sanção de vários projetos de lei e programas que impactaram e continuam impactando a comunidade de deficientes. O senador de 51 anos fez história no Parlamento da Jamaica quando se tornou a primeira pessoa com deficiência visual a ser nomeado presidente do Senado em maio de 2013.

Em um almoço especial para os adventistas que trabalham para os Assuntos Públicos, no dia 9 de julho de 2015, em uma quinta-feira, Morris foi eleito presidente de uma associação internacional de adventistas que ocupam cargos nos âmbitos públicos, cívicos e governamentais de seu país.

*Com informações de Notícias Adventistas

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se