23.1 C
Vitória
sexta-feira, 3 julho, 2020

Senado vai discutir fim da isenção de impostos para igrejas

Mais lidas

Bolsonaro sanciona lei que torna obrigatório o uso de máscara

Medida foi publicada hoje no Diário Oficial da União. Saiba mais! 

Desigualdades e baixo aprendizado são os maiores desafios na educação

Relatório do Inep aponta desafios para cumprir metas do PNE. Saiba mais! 

Vacinas poderão controlar a covid-19, diz diretor do Butantan

Medicamentos não vão acabar com novo coronavírus, alerta pequisador. Confira! 

Guia do comércio eletrônico apresenta medidas para autorregulação do setor

Governo quer mais adesões ao guia de comércio eletrônico. Saiba mais! 
Um ciclo de debates para tratar o possível fim da isenção tributária para instituições religiosas será promovido em breve pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado. Segundo o site oficial do Senado Federal, a ideia com estas sessões é permitir que os cidadãos opinem por meio da internet sobre o assunto, por meio do espaço “Ideia Legislativa” do portal e-Cidadania.

A sugestão legislativa para o fim da imunidade tributária para entidades religiosas foi apresentada por Gisele Suhett Helmer, moradora do estado do Espírito Santo, que “justificou” sua proposta apontando “os constantes escândalos financeiros que líderes religiosos protagonizam”.

“O Estado é uma instituição laica e qualquer organização que permite o enriquecimento de seus líderes deve ser tributada”, afirmou parte do texto da proposta. Em depoimento à Folha de S. Paulo, Gisele afirmou ser ateia, porém filha e sobrinha de evangélicos e assegurou que “não quer prejudicar nenhuma igreja”.

Ouvido pela Redação de Comunhão, o pastor Valdir Stephanini, da Igreja Batista da Cidade da Serra, manifestou posicionamento contrário ao fim da isenção de impostos para as igrejas, alegando que estas oferecem muitas benfeitorias para a sociedade, evitando que o Poder Público tenha gastos com pessoas da comunidade que recebem os cuidados dos cristãos.

“A igreja presta um serviço útil e os impostos que ela deixa de pagar não se comparam aos benefícios que produz, por isso deveriam continuar imunes porque os impostos muitas vezes vão para o “ralo”. A  Igreja prega o evangelho, tira pessoas das drogas, promove alimentação e vida mais saudável, orienta as famílias e faz outras ações sociais, principalmente as que têm uma visão de  Missão Integral”, explica o pastor.

No Senado
A sugestão (SUG 2/2015) recebeu cerca de 20 mil manifestações de apoio e agora tem como relator o senador José Medeiros (PSD-MT).

O requerimento referente à proposta de Gisele já foi encaminhado pelo senador, que também está produzindo um relatório sobre a matéria.

“É um assunto que desperta muitas paixões por conta de toda a questão religiosa versus o Estado laico. E em ambos os lados os argumentos são muito fortes. Por um lado, as instituições religiosas em geral retornam os incentivos que recebem por meio do suporte a saúde, educação etc. Por outro, há líderes religiosos que fazem uso indevido do dinheiro proveniente da atuação da instituição e a utiliza como meio de vida”, explicou Medeiros.

A imunidade tributária de instituições religiosas está prevista na Constituição de 1988, art.150, a qual define que a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios não podem instituir impostos sobre “templos de qualquer culto”.

A SUG 2/2015 propõe alterar esta definição, o que pode levar templos religiosos a serem cobrados com impostos diversos.

Segundo mostrou uma consulta pública sobre a sugestão, ainda não há consenso sobre o tema. Os resultados obtidos até a última quinta-feira (6) indicaram que de 226.040 internautas, 114.475 são favoráveis e 111.565 são contrários ao fim da isenção de impostos para igrejas.

 

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Artistas cristãos na ação social “Eu Soul VC”

Entre os artistas cristãos confirmados estão Casa Worship, Renascer Praise, André e Felipe, Rebeca Carvalho e Leandro Borges

The send Argentina é adiado para 2021

Em comunicado, os organizadores do The Send disseram que a data exata será definida assim que o governo tiver o poder de reativar eventos maciços

Em agosto, 16º Fórum de Ciências Bíblicas

Com o tema “A Bíblia para as novas gerações”, evento será realizado nos dias 13 e 14 de agosto, no Centro de Eventos de...

Expoevangélica 2020 é adiada para dezembro

Neste ano, a Expoevangélica celebra 15 anos e pretende realizar uma grande festa em Fortaleza (CE).

Plugue-se

Juliano Son canta “Nada mudou”, do EP Tudo Novo

Canção é o quinto e último single do projeto musical Tudo Novo, de Juliano Son

Kemuel e o fenômeno da música “Algo Novo”

Com quase cinco milhões de vies no Youtube, "Algo Novo", tem impactado a vida de muita gente e diversos testemunhos de cura 

“Quando o sol se põe” estreia dia 22, na Netflix

Filme é uma boa opção para todas as pessoas, independente da religião. Entre os atores de “Quando o Sol se Põe” estão a cantora Priscilla Alcantara, Lu Alone, Filipe Lancaster e Lito Atalaia

Denzel Washington e seu encontro sobrenatural com o Espírito Santo

O ator é bem conhecido por interpretar o papel de Malcolm X - um filme biográfico relacionado às atuais tensões raciais nos Estados Unidos e o Livro de Eli