Candidatos ganham segurança reforçada da PF

Diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro. Foto: Agência Brasil

Polícia Federal decidiu aumentar o número de policiais após rever grau de risco dos candidatos em atos de campanha.

O diretor da Polícia Federal (PF), Rogério Galloro, anunciou neste sábado (8) que a escolta de policiais federais para presidenciáveis deve aumentar de 21 para até 25 policiais por candidato. Segundo a assessoria da PF, a distribuição desse efetivo, por dia, será pensada conforme a agenda dos candidatos.

Em reunião na tarde deste sábado (8) na sede da PF, em Brasília, com representantes de partidos políticos, foram reafirmados os critérios de atuação, as orientações e os protocolos adotados pela PF.

A decisão de aumentar o número de policiais aconteceu após a corporação rever o grau de risco de segurança em eventos de campanha eleitoral. Tudo por causa do atentado contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) na quinta-feira (6) em Juiz de Fora (MG).

Na sexta-feira (7), o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse que o efetivo da PF para a segurança dos candidatos à Presidência da República seria ampliado em até 60%.

*Com informações da Agência Brasil 


Leia mais

“Deus quis assim”, diz Jair Bolsonaro