De novo Sara Sheeva é atacada por fake news

Foto: Facebook

“Vai ter processo”, promete Sara Sheeva, sobre falsa notícia de 2017, que voltou a ser usada contra a pastora essa semana

Conhecida por suas declarações polêmicas e peculiares, a pastora Sarah Sheeva foi vítima mais uma vez de fake news. Em um vídeo publicado em sua rede social, ela fez um apelo para que as pessoas parem de compartilhar notícia baseada em “declarações falsas”. (Veja vídeo abaixo)

Trata-se de uma informação, na qual Sarah é acusada de ser “preconceituosa com evangélicos obesos”. A notícia foi divulgada em novembro de 2017 e voltou à tona essa semana pelas redes sociais.

“Fui vítima de um grupo de gente do mal que trabalha produzindo notícias falsas denegrindo pessoas sérias. Esse grupo inventou que eu tinha afirmado que pessoas gordas vão para o inferno. Detalhe: meu pastor é gordo e eu sou uma ex-gorda. Imagina só isso”, declarou.

Sarah afirma que os ataques a sua pessoa são os mesmos. “Enfrentei uma luta muito grande, com pessoas me agredindo na internet, de pessoas achando que era verdade que eu tinha falado um absurdo desses. E agora o mesmo grupo está ressuscitando essa mentira”.

Notificação judicial

Diante da notícia falsa, Sara prometeu acionar a justiça para que os responsáveis pelo boato sejam punidos. “Mas estamos com dificuldades porque isso está sendo feito por perfis falsos. Então não estamos conseguindo mandar notificação para eles. Dessa vez eu não vou deixar passar. Vai ter processo”.

Em entrevista à Comunhão em 2017, Sara desmentiu a informação, alegando ser “uma mentira sem lógica, uma heresia”. Mesmo assim, a pastora falou em perdão.

“Eu quero declarar, em nome de Jesus, que eu perdoo essas pessoas. No mundo espiritual, eu perdoo quem está fazendo essa maldade comigo, que faço um trabalho que só ajuda as pessoas. Judicialmente eu não quero deixar passar porque é uma coisa muito errada o que estão fazendo. Mas espiritualmente eu libero perdão para elas, porque eu acho que quem faz isso está precisando muito de uma experiência com Deus”, argumentou.

A polêmica

O assunto que gerou toda essa polêmica foi tratado em uma entrevista concedida há quatro anos ao programa “Clip Gospel”, da igreja Renascer, em São Paulo. No bate papo, Sara respondeu a vários questionamentos. Um deles foi sobre o pecado da glutonaria.

A notícia espalhou-se por vários sites do Brasil e gerou polêmica. A suposta declaração de Sara foi publicada nas redes sociais.  O vídeo com parte da entrevista foi divulgada no Facebook. A publicação teve milhares de visualizações e compartilhamentos. Internautas chegaram a usar palavras ofensivas para a pastora. Outros foram irônicos: “quanto está a vaga no céu na sua igreja?”

Em entrevista à Comunhão Sara esclareceu. “O que eu quis dizer foi um confronto sobre hipocrisia do cristão e usei o exemplo da glutonaria que é o pecado que nós crentes mais cometemos. Eu estava falando algo dentro da palavra, porque a Bíblia diz que isso é um pecado grave, está em Gálatas 5 e Lucas 21. O próprio Senhor falou para não fazermos da comida o nosso vício, porque Ele é que tem que preencher o vazio da alma”.


leia mais

Sara Sheeva desmente notícia de que “crente gordo não irá para o céu”