Sam Acho: atleta quer levar Evangelho aos colegas

Sam Acho: “Minha fé é parte de quem sou. Há tantas conversas com Deus durante o dia, minuto a minuto”, diz atleta 

O jogador de futebol americano Sam Acho, do time Chicago Bears, quer ser mais que um atleta.  Ele quer ser um verdadeiro evangelista e o maior linebacker (posição do time de defesa há pelo menos quatro metros atrás da linha) de todos os tempos.

Aos 29 anos e em sua sétima temporada, Sam quer alcançar a Liga Nacional de Futebol (NFL) dos EUA com o amor de Jesus Cristo. “Eu sempre pensei, cara, eu adoraria compartilhar o Evangelho com meus colegas de equipe. Eu quero ser como uma luz para meus companheiros”, disse Acho ao Chicago Sun Times.

“Há um grupo de caras na NFL que precisam de Jesus. Todos nós precisamos de Jesus”. Acho quer alcançar aqueles que nunca ouviram o nome de Cristo e explicar o Evangelho para que possam ser salvos. “Quero chegar às pessoas que nunca ouviram sobre Cristo e espero ser luz”, diz ele.

Intimidade

Sam também é filho de um pregador. “Minha fé é parte de quem sou. Há tantas conversas com Deus durante o dia, minuto a minuto”, disse ele. “É como se eu dissesse: ‘Tudo bem Senhor, eu preciso de uma orientação, eu preciso de alguma direção, o que você acha sobre isso?’ Eu praticamente falo com ele como se fosse um dos meus amigos”, salientou o atleta.

Acho tem 29 anos e está em sua sétima temporada profissional. Seus pais saíram da Nigéria e foram para os Estados Unidos para “viver uma vida melhor”. Ele explica: “Eu cresci em uma casa nigeriana. Valores familiares restritos, primeiro aluno da escola, a educação é de enorme importância e os esportes eram apenas algo que ficava de lado”.

Espalhar o Evangelho

Mas sua fé sempre foi enfatizada. Seu pai era ministro e depois iniciou sua própria congregação. A família de Acho iniciou uma instituição de caridade cristã para “espalhar o Evangelho” na Nigéria e organizar “viagens de missões médicas” em que médicos e dentistas oferecem tudo, desde cuidados oculares e dentários até a cirurgia de hérnia na nação africana.

A instituição de caridade abriu recentemente um centro médico em uma vila nigeriana.
“Há muita coisa nas Escrituras que fala sobre cuidar dos órfãos e das viúvas em sua necessidade, além dos pobres e desabrigados. Diz que somos chamados para ser as mãos e os pés de Jesus. “Minha fé é parte de quem eu sou, seja no campo de futebol ou com meus amigos”, finalizou.