back to top
28.8 C
Vitória
segunda-feira, 20 maio 2024

Roma e Sevilla eliminam Bayer e Juventus nas semifinais

Roma e Sevilla eliminam Bayer e Juventus nas semifinais e decidem título da Liga Europa - Foto: Denis Doyle/Getty
Roma e Sevilla eliminam Bayer e Juventus nas semifinais e decidem título da Liga Europa - Foto: Denis Doyle/Getty

Ter a Roma na final significa que os três principais torneios da Uefa terão times italianos em suas decisões

A disputa do título da Liga Europa será entre Roma e Sevilla, conforme definido pelas semifinais disputadas nesta quinta-feira. O time romanista, comandado por José Mourinho, segurou um empate sem gols com o Bayer Leverkusen do técnico Xabi Alonso, após vitória por 1 a 0 no primeiro jogo, e alcançou a vaga. A final poderia ser 100% italiana, mas a Juventus perdeu por 2 a 1 para o Sevilla, em jogo decidido na prorrogação.

Com a classificação, Mourinho leva a Roma à sua segunda decisão europeia em duas temporadas. No ano passado, foi campeão da Liga Conferência. Diferentemente do clube italiano, que nunca venceu a Liga Europa, o Sevilla é especialista na competição, não à toa já ergueu seis taças. A decisão está marcada para dia 31 de maio, na Puskas Arena, em Budapeste.

Ter a Roma na final significa que os três principais torneios da Uefa terão times italianos em suas decisões. Além da Inter de Milão, que decidirá a Liga dos Campeões em duelo com o Manchester City, a Itália terá a Fiorentina como representante na final da Liga Conferência. O time de Florença venceu o Basel por 3 a 1 em jogo emocionante na volta da semifinal, também nesta quinta, e brigará pelo título com o West Ham, que bateu o Alkmaar por 1 a 0 e confirmou a classificação.

Roma se segura e avança

Na BayArena, a torcida do Bayer Leverkusen fez uma linda festa para empurrar os jogadores rumo à reação e viram uma postura convincente. Apesar disso, a defesa romanista bem armada por José Mourinho dificultou as ações ofensivas da equipe alemã, que teve sua melhor chance do primeiro tempo aos 12 minutos, quando Moussa Diaby bateu firme e viu a bola explodir no travessão.

- Continua após a publicidade -

Quando os times voltaram do intervalo para o segundo tempo, os torcedores alemães produziram um pequeno inferno acendendo sinalizadores no setor da arquibancada atrás do gol da Roma. O árbitro paralisou a partida até que a fumaça que invadiu o gramado se dissipasse.

Depois que a bola voltou a rolar, time italiano seguiu com a mesma estratégia e não desenvolveu praticamente nada no campo de ataque. Sólido defensivamente, sofreu alguns sustos nos minutos finais, em tentativas de Azmoun e Frimpong, mas saiu ileso e conseguiu a classificação.

Sevilla vira na prorrogação

No Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, o primeiro tempo foi marcado por indignação após a não marcação de um pênalti a favor do Sevilla, em lance revisado pelo VAR depois de Torres ser atingido por um carrinho de Cuadrado. A dúvida era se o contato teria sido dentro ou fora da área. Os gols saíram apenas no segundo tempo. Vlahovic marcou para a Juventus após aproveitar rebote e Suso arriscou de fora da área para deixar tudo igual.

Em uma prorrogação tensa, Erik Lamela acertou um excelente cabeceio para colocar o Sevilla em vantagem no placar. A Juventus, nervosa, errou muito e não conseguiu articular uma reação, mas teve esperança nos minutos finais pois Marcus Acuña foi expulso e deixou o time espanhol com um jogador a menos em campo nos minutos finais. A superioridade numérica, contudo, não foi o suficiente para impedir que o maior campeão da Liga Europa chegasse a mais uma final.

Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -