Ricardo Vélez Rodríguez será o ministro da Educação

Foto: Reprodução

O futuro ministro é colombiano e filósofo e professor de escola do Exército

Por meio de uma mídia social, o presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou nessa quinta-feira (22) que Ricardo Vélez Rodríguez será o futuro ministro da Educação. Ele é colombiano, mas naturalizado brasileiro desde 1997.


Rodriguez é mestre em pensamento brasileiro pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ); doutor em pensamento luso-brasileiro pela Universidade Gama Filho; e pós-doutor pelo Centro de Pesquisas Políticas Raymond Aron.Jair M. Bolsonaro

Além disso, autor de mais de 30 obras e atualmente é professor emérito da Escola de Comando do Estado Maior do Exército.

Em um blog, o futuro ministro escreveu que aceitou a indicação movido unicamente por um motivo: “tornar realidade, no terreno do MEC, a proposta de governo externada pelo candidato Jair Bolsonaro, de ‘Mais Brasil, menos Brasília’”.

UM ROTEIRO PARA O MEC

Ainda no blog, Rodriguez escreveu um roteiro escrito ‘Um roteiro para o MEC”, em que que enxerga, para o ministério, uma tarefa essencial.

“Recolocar o sistema de ensino básico e fundamental a serviço das pessoas e não como opção burocrática sobranceira aos interesses dos cidadãos, para perpetuar uma casta que se enquistou no poder e que pretendia fazer, das Instituições Republicanas, instrumentos para a sua hegemonia política”, disse.

Ele reforça que os brasileiros se tornaram “reféns” de um sistema de ensino “alheio às suas vidas” e “afinado” com uma tentativa de impor a “doutrinação de índole cietificista e esquistada na ideologia marxista”.

Em sua mídia social, também escreveu ser preciso, “em primeiro lugar”, “limpar todo o entulho marxista que tomou conta das propostas” dos funcionários do MEC.

*Da redação com informações do G1.


leia mais

Bolsonaro confirma novo nome para o Ministério da Defesa
Onyx Lorenzoni é nomeado ministro extraordinário