24.7 C
Vitória
sábado, 19 setembro 2020

“Ação de Deus e cuidado da família”, relata paciente curado da covid-19

Leia também

Anvisa autoriza que Pfizer dobre número de voluntários em testes para vacina

O laboratório informou que vai expandir o número de participantes do estudo para a vacina, chegando a cerca de 44 mil participantes

Fumaça do Pantanal que chega a SP pode agravar casos de doenças respiratórias

Outra recomendação que Cardenuto indica é a de evitar aglomerações, uma medida que já deveria ser cumprida em função do novo coronavírus

Lava Jato denuncia Cabral e Bezerra por propinas em contratos do DER

Segundo a peça, registros contábeis apreendidos com o operador de Cabral na Calicute mostram que Maciste efetuou, entre 2011 e 2017

Daniel Santos foi um dos 302 pacientes curados de covid-19 no Hospital Adventista de Manaus

Em março, Daniel Santos, 34 anos, começou a sentir dor nos olhos, febre e falta de ar. Os sintomas não deixavam dúvidas. O autônomo estava com coronavírus. E precisou ser internado às pressas no Hospital Adventista de Manaus, na Zona Sul da capital amazonense. Mas com cuidado da família e a ação de Deus, ele foi curado da covid-19.

“Eu já não conseguia mais fazer nada. Tudo o que eu fazia me cansava muito rápido. Fiquei por cinco dias com uma febre que não passava, e quando cheguei com falta de ar ao hospital, preferi ficar internado. O problema estava tão sério que esse foi o primeiro momento em que eu temi pela minha vida”, relatou.

Doença

Até nesta segunda (18), a Secretaria de Saúde do Amazonas contabilizou 20.328 casos em todo o Estado, com 1.413 óbitos e 6.782 pacientes recuperados. Daniel foi um dos primeiros pacientes de covid-19 em Manaus.

E por sofrer com a obesidade e uma arritmia cardíaca, se enquadrava em dois dos grupos. Mas o pior foi a parte psicológica, que ficou bastante abalada durante a internação.

“O que mais mexe com o paciente de covid-19 não é a doença em si, mas toda a carga psicológica que ela traz. Por ser uma doença ainda desconhecida, a gente precisa ficar isolado, sem contato com a nossa família. E o fato de eu não poder ver a minha esposa e a minha filha me deixou bastante abalado. Houveram momentos em que eu perdi a vontade de viver, e falei: ‘Deus, eu não aguento mais’. Enquanto estava ali, internado, orei muito, pedindo a Deus que Ele fizesse a vontade d’Ele.”

Se os primeiros dias de internação foram difíceis para ele, para sua esposa, Karoline Santos, 36 anos, a situação também não foi fácil. Enquanto o esposo estava internado, ela ligava para ele diariamente, pedindo para que ele aguentasse firme e lutasse contra a doença, uma vez que a curva de piora seria de cinco dias, segundo a médica que o atendeu. Cada vez mais as coisas pioravam, e a falta de ar de Daniel era constante, agravada pelas suas outras comorbidades.

“Quando nós conversávamos, eu pedia que ele aguentasse até o dia 5 de abril, para que ele lutasse contra a doença. Em meio a isso, eu não aguentava ler as notícias que surgiam diariamente, de mortes por covid-19, incluindo pessoas como o Daniel. E no final de cada dia, eu ligava pra ele e pedia para que ele aguentasse até o domingo, o aniversário do nosso casamento, para comemorarmos juntos, ainda que à distância”, relembra Karoline, emocionada.

Esperança

A esposa conta que em um dos primeiros dias de internação, separou uma caixinha de som e conectou ao seu celular, e fez uma playlist com as músicas preferidas de Santos, e um cartaz com 10 motivos pelos quais ele precisava lutar. Como ela não podia entrar no hospital, ficou do lado de fora do prédio, em frente ao apartamento do esposo. Ela ligou a caixinha de som e levantou o cartaz para que o esposo pudesse vê-la, numa espécie de serenata.

“Enquanto eu fazia isso, eu orava a Deus e falava que meu esposo não ia morrer. E nesse dia, quando eu fui no hospital, pedi que ele aguentasse só mais um pouco, só até domingo, porque eu sabia que ele ia melhorar”, detalha. “Um dos motivos que eu listei, inclusive, era que a gente precisava ver nosso time ser campeão mundial. Desliguei o telefone, orei e pedi mais uma vez a Deus que meu esposo não morresse. E enquanto isso, eu falava pra mim mesma: ‘meu esposo não vai morrer!’”

Fé aliada à ciência

Depois do quinto dia de internação, Daniel começou a melhorar. Além da sua confiança no poder divino – um dos oito remédios naturais –, o que fez diferença no seu tratamento foi o cuidado e a atenção recebida por parte dos profissionais, tanto técnicos como enfermeiros e médicos do Hospital Adventista de Manaus.

“Existia toda a rotina de aferir a pressão, administrar o medicamento, mas havia algo mais. Além de fazer isso, os técnicos e enfermeiros vinham, conversavam comigo, oravam comigo. Outras pessoas vinham, sentavam, conversavam, e até mesmo cantavam no corredor. Posso dizer que todos os enfermeiros dos dois turnos foram bastante atenciosos e humanos. Pra mim, isso fez toda a diferença, além, claro, da ação de Deus e do apoio da minha família”, relatou.

O regime alimentar seguido na unidade de saúde, com uma dieta vegetariana e sem alimentos refinados, também fez diferença no tratamento. Segundo a nutricionista Kelly Barboza, que acompanhou o paciente durante o período de internação, no início da pandemia, o aconselhamento nutricional foi feito pelo telefone, meio utilizado para consultar a aceitação e a preferência de Santos pela alimentação.

“Geralmente, os pacientes obesos são desnutridos. Por isso, escolhemos alimentos como frutas, saladas, açúcares simples e bastante água, e menos alimentos refinados. Na maioria das vezes, o paciente entende a importância da alimentação para a recuperação, e foi o que aconteceu com o Daniel. Como ele não tinha o hábito de comer comida no jantar, adaptamos a refeição para um lanche, que teve boa aceitação até o momento em que ele teve alta”, completa Kelly.

A melhora de Daniel também foi sentida pela esposa, mesmo com ela distante do hospital. “Depois do quinto dia, eu e a médica percebemos que era um novo Daniel. Todos os dias ele me ligava pra falar de coisas mínimas que tinham acontecido, como alguém que sentara com ele pra conversar ou um enfermeiro que estendia a mão pra tocar na mão dele. E ele começou a melhorar, e eu senti que Deus estava recompensando a minha fé e a fé dele”, conta Karoline.

Renascimento

No dia 6 de abril, antes da Páscoa, ele recebeu alta hospitalar. “Foi uma alegria imensa pra mim. Ele chegou e nós pudemos comemorar a Páscoa com o verdadeiro sentido dela, que é renascimento e ressurreição. Eu tenho certeza absoluta que o Daniel renasceu”, garante a esposa.

Ele foi um dos primeiros entre os 302 pacientes curados da doença no Hospital Adventista de Manaus até o dia 15 de maio. Agora, ele pretende ficar em casa com a família e inspirar outras pessoas a resistirem à doença, que já vitimou 302.493 pessoas até o dia 15 de maio, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. A próxima volta de Daniel ao hospital será para dar sequência aos exames pré-operatórios para a cirurgia de hérnia de disco e para tratar a arritmia cardíaca.

“Quando recebi alta, conversei com a minha médica e fiz questão de salientar que estava à disposição para conversar com outros pacientes internados por covid-19. Tenho certeza que eu só consegui vencer porque confiei em Deus, e graças ao trabalho desempenhado pelos profissionais do Hospital Adventista. Essa doença vai ser vencida, e eu tenho certeza de que, em breve, tudo vai ficar bem”, completa Santos.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Agora é lei no Rio: atividade religiosa é serviço essencial

Lei publicada no diário oficial do estado nesta sexta-feira, 18, reconhece a atividade religiosa como essencial em períodos de crise, ocasionadas por doenças contagiosas ou catástrofes naturais. Saiba mais!

“Deus dos improváveis”, com Fred Arrais

Canção é o primeiro lançamento do cantor, que também é pastor, após assinar contrato pela Sony Music. Ouça a música!

Kemuel e Priscilla Alcântara conquistam Platina Triplo

Platina Triplo é uma certificação pelo grande alcance que as canções dos artistas tiveram nas plataformas digitais de música Nesta quinta-feira, 17, Kemuel e Priscilla...

Justiça determina que Flordelis use tornozeleira eletrônica

Defesa da deputada federal ré pela morte do marido, o pastor Anderson, informou que vai recorrer da decisão. Saiba mais!

Júlia Vitória: “Amo expressar meu amor por Jesus em música”

Aos 18 anos Júlia Vitória virou um fenômeno nas plataformas digitais de música do Brasil. Conheça a artista!

Balões com mensagens de amor e de esperança em Cataguases (MG)

Como forma de evangelizar, principais pontos turísticos, comércio e locais públicos de Cataguases (MG) ganharam 1.500 balões com mensagens de amor e esperança. Saiba mais!

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Live solidária: artistas em favor da Igreja Perseguida

Denominado de "Seja um com eles", a live solidária é um grito de ajuda a igreja perseguida. Paulo César Baruk, Rebeca Nemer, Eyshila, André Aquino são alguns dos convidados. Saiba mais!

Arte da Graça em casa; Conscientização do setembro amarelo

Em formato online, o evento une shows e workshops incentivando a tolerância, paz e música. Saiba mais!

Aquecimento Sepal 2020, com Edméia Williams e Rodrigo Gomes

Transmissão acontecerá nesta segunda-feira, 14 de setembro, às 19 horas. Saiba como participar!

Encontro nacional Renas: “Ser criança em tempos de incerteza”

É a 13ª edição do Encontro Nacional da Rede Evangélica Nacional de Ação Social (Renas). Evento, que acontece em outubro, será online. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Kemuel e Priscilla Alcântara conquistam Platina Triplo

Platina Triplo é uma certificação pelo grande alcance que as canções dos artistas tiveram nas plataformas digitais de música Nesta quinta-feira, 17, Kemuel e Priscilla...

Ajude um cego a ler a Bíblia e ter a vida transformada

A iniciativa quer distribuir a Bíblia para cegos em todo o Brasil e promover a acessibilidade para pessoas com deficiência visual. Saiba mais!

Amanda Loyola, floresce uma potência vocal do gospel

Artista capixaba, que ficou conhecida ao participar do quadro Jovens Talentos, do Programa Raul Gil, já lançou três canções pela Sony.

Brasil está lendo menos, mas a Bíblia ainda é o livro preferido

Apesar dos leitores brasileiros estarem lendo menos, pesquisa "Retratos da leitura" apontou que a Bíblia continua sendo o livro preferido dos brasileiros. Saiba mais!