Rádio Novo Tempo em Afonso Cláudio celebra conquista

Foto: Assessoria/Novo Tempo

No ano em que completa 30 anos, a Rádio Novo Tempo em Afonso Cláudio (ES) celebra avanço na qualidade da emissora

Afonso Cláudio, interior do Espírito Santo, foi a primeira cidade a ter uma emissora Novo Tempo. Prestes a completar 30 anos de existência, a rádio celebra a migração para a frequência FM, saindo, portanto, da 1.300 AM para a estação 93.9 FM.

Integrante da primeira equipe que atuou na rádio, hoje o pastor Moises Dias de Carvalho Júnior é presidente da Igreja Adventista no Espírito Santo e participa na administração das quatro emissoras existentes no estado. Ele vê a mudança como uma benção.

“Para mim, essa mudança de frequência é uma benção que recebemos e uma conquista da Rede Novo Tempo que começou através de uma simples e humilde rádio no interior e se transformou nessa rede enorme de rádio, TV e internet espalhada na América do Sul inteira”, ressalta.

Entrevista

Quando o assunto é rádio e televisão de conteúdo cristão, você pode até conhecer a qualidade dos programas, bem como a tecnologia digital oferecida pela Rede Novo Tempo, mas será que sabe como tudo isso começou?

Para detalhar um pouco sobre esse longo e desafiador caminho, o Pr. Alcy Tarcísio de Almeida, pioneiro do projeto, conta como foi dar início à rede Novo Tempo, bem como as lutas, os desafios, a busca por apoio, as horas de viagens… Conheça a verdadeira jornada que começou no interior do Espírito Santo, em Afonso Cláudio, e ganhou o mundo. Acompanhe:

Pr. Alcy Tarcísio de Almeida

Qual foi a sua motivação para iniciar o projeto das rádios adventistas?

Entre os anos de 1979 a 1883, quando eu tive a oportunidade de ser o responsável pela comunicação da então Igreja Adventista na região Leste do Estado do Espírito Santo, senti uma grande dificuldade para conseguirmos espaço nas emissoras de rádio já existentes no mercado para veicularmos o nosso programa “A Voz da Profecia”. O único horário que nos era oferecido era de madrugada e ainda por um custo muito elevado. Mas, a maior motivação foi em fazer cumprir a proclamação do Evangelho descrita em Apocalipse 14:12 que diz, “E vi outro anjo voando pelo meio do Céu, tendo o evangelho eterno para proclamar a cada nação, tribo, língua e povo”. As ondas do rádio são invisíveis, mas tão poderosas como veículo de divulgação da mensagem, que precisavam ser nossas em tempo integral. Dessa forma, cumpriríamos melhor a nobre missão de propagar o Evangelho Eterno.

Qual foi o primeiro passo para a realização desse sonho?

Inicialmente, fomos orientados a falar com Pedro Ceolin, de Linhares, interior do Espírito Santo, que em 1988 era deputado federal e mantinha contato direto com o Ministro das Comunicações da época, Antônio Carlos Magalhães. Nesse período, eu ocupava a função de presidência da Igreja no Espírito Santo. Então, Ceolin nos explicou como proceder para termos a concessão da rádio, além de nos dar a opção de escolhermos entre as frequências AM e FM. Mas esse foi apenas o início da longa e burocrática jornada que envolveu dezenas de viagens à Brasília para acompanharmos as comissões pelas quais o processo dependeria de aprovação, antes da votação final.

Por que começar pela cidade de Afonso Cláudio?

Foi uma questão de oportunidade. Na época, eu estava no meu escritório quando recebi um bilhete do irmão Jairo Weberling. Ele citava uma rádio em Afonso Cláudio que estava disponível e que outras denominações evangélicas estariam interessadas. Depois de muito esforço e oração, a rádio foi assumida pela igreja. Liguei para o Pr. Luiz Santana, empresário em Salvador (BA) e entusiasta por projetos especiais, e depois de muito esforço e oração a rádio foi assumida pela igreja.

A inauguração deve ter sido uma festa…

Sim, foi! Fizemos questão de reformar toda a estrutura da rádio, além de comprarmos equipamentos novos. No dia 12 de agosto de 1989 inauguramos a primeira rádio Adventista AM 1.300 Sul-Americana. E claro, convidamos o pr. Roberto Rabello, nosso orador oficial da cerimônia, patrono da “Fundação Roberto Rabello de Comunicação Social”, já jubilado, mas com um importantíssimo papel de serviços prestados à igreja na produção de conteúdo, especialmente, para o programa “A Voz da Profecia”.

Os primeiros colaboradores da Rádio de Afonso Cláudio foram: Carlos Pimentel (diretor e locutor); Moises Júnior (locutor); Gislene Barbosa (locutora); Luiz Carlos, Hemorges (sonoplastas), Loeci (recepção) e outros…

“Estamos muito felizes por essa conquista neste ano em que completamos 30 anos da rádio Novo Tempo de Afonso Cláudio”. Moises Dias de Carvalho Júnior.
Trajetória

A primeira transmissão em rede nacional ocorreu no dia 1º de junho de 1995, ao meio-dia, a partir de Vitória, ES. No ano seguinte, a sede da Rede Novo Tempo foi transferida para Nova Friburgo, RJ, onde ficou até setembro de 2005.

Atualmente, as transmissões via satélite acontecem a partir de São Paulo. Os estúdios estão localizados na Rodovia SP 66, número 5876, Jardim São Gabriel, Jacareí, SP.

Pr. Antônio Tostes é o diretor-geral de rádio, internet e TV para toda América do Sul
Entenda

As faixas AM (Amplitude Modulada) e FM (Frequência modulada) são as responsáveis por modular os sinais de radiofrequência. A diferença entre elas se caracteriza basicamente pela técnica de produção e estética de programação.

As distinções fazem toda a diferença na qualidade e alcance do sinal. A faixa AM é correspondida entre 500 e 1600 Quilohertz e opera em amplitude modulada. Ela tem uma resposta de frequência inferior a FM, porém, um alcance maior.

Já a FM esta entre 88 e 108 Megahertz. Sua resposta de frequência é maior e seu alcance menor, sendo, portanto, o oposto da AM. Na pratica o som FM é considerado mais estéreo e agudo e o AM possui um som mais grave.


Leia mais

Estudante adventista é destaque
Nós temos tempo para quê?

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!