“Questão de escolha” leva oito estatuetas no Festival Nacional de Cinema Cristão

O filme “Questão de Escolha”, da Graça Filmes, ganhou oito estatuetas no III Festival Nacional de Cinema Cristão (FNCC). Melhor filme, melhor direção (David A. R. White), melhor roteiro (Tommy Blaze), melhor fotografia, melhor direção de arte, melhor música, melhor trilha sonora e melhor montagem e edição. A noite de premiação fechou os três dias de evento, realizado no Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro.

 

Reinaldo Mendes, diretor-executivo da Graça Filmes agradeceu por cada estatueta, citando a empresa e toda a equipe. “Deus seja louvado. O cinema é uma arte e a Graça Filmes agradece. Essa premiação representa muito para a empresa e para o cinema cristão”. O filme “Três Histórias e um destino”, escrito pelo missionário R. R. Soares, também da Graça Filmes, ganhou na categoria melhor atriz, com Zoe Myers, e melhor ator, com Daniel Zacapa.

Já “Renascer – Acendendo a Chama Outra Vez”, da CPAD, ficou com as categorias de melhor figurino e melhor maquiagem. O autor e roteirista, Luaran Lins, representou toda a equipe recebendo a premiação. O melhor média metragem foi “Perdão – O filme”: “É difícil concorrer com outros filmes cujo protagonista é o Senhor. Isso só é o começo do que Deus está fazendo com as artes cristãs”, disse Maurício Bettini, roteirista e diretor. O melhor curta foi “Alegria” e o melhor documentário “Quando Posso ver Meu Rosto Nele”. A animação “Midinho, o Pequeno Missionário” (Jesus Encoraja Seus Discípulos) ganhou em sua categoria.

Pela primeira vez no FNCC foram premiadas as categorias de melhor série, melhor humor e melhor filme estrangeiro. O trabalho “Povos e Línguas” ganhou como Melhor Série. Valeria Valenssa, ex-globeleza, convertida ao Evangelho há 12 anos, entregou a estatueta a Fabiana Torres que agradeceu lembrando que o trabalho da equipe é em prol da mobilização missionária no Brasil. “Nosso trabalho é para que todos os povos adorem a Deus”, completou a ganhadora.

“Ou Vai ou rocha”, do Canal Ignóbeis foi premiado como melhor humor. “Somos meninos perto de tanta gente experiente. É uma honra para nós”, agradeceu Felippe Mereu, diretor. Na categoria de filme estrangeiro, o destaque foi para “O Drama do Alzheimer – Uma história de Fé e Esperança”.

Para Veronica Brendler, produtora cultural e diretora da Agenda Cultural Brasil, organizadora do evento, o festival foi um sucesso. “Cinema Cristão é nosso chamado e mais uma vez marcamos o território principalmente no mundo espiritual. Foram três dias esse ano. Tivemos a Mostra de Cinema com diretores norte-americanos e grandes profissionais nacionais. O cinema cristão está crescendo muito rápido e qualificar os profissionais é muito importante”. A organização do Festival já está preparando a IV edição. “No início de 2016 vamos lançar o Curso de ‘Preparação de Atores’ com o ator Sandro Rocha da Novela ‘Os Dez Mandamentos’ e do filme ‘Tropa de Elite’, entre outros cursos”, adiantou Veronica.

Compartilhe

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!