23.3 C
Vitória
terça-feira, 16 agosto 2022

Quase sou Feminista!

O pastor Ed René Kivitz publicou recentemente um artigo na Veja (Ed. 2628) sobre o “Machismo e a Bíblia”.

Confesso que concordo com muita coisa sobre o que ele já escreveu ou falou. O problema é que defende no texto ser Paulo um “injustiçado”: “Embora ainda limitado às tradições de seu tempo, o apóstolo foi responsável por grandes guinadas na maneira como a figura feminina passou a ser percebida e tratada”.

Creio que o machismo, como estabelecido hoje em nossa sociedade, é muito mais resultado da cultura do que influência das Escrituras. É um grande erro, usando um exemplo de Tertuliano, afirmar que a mulher “é o portão de entrada do inferno; é a primeira desertora da lei divina”. Devido a esses desvios de entendimento, a liderança evangélica deve rever a maneira como suas frequentadoras e membras são tratadas dentro dos templos.

Vamos lá, nem Paulo nem Deus (que é o autor da Bíblia) corroboram a ideia de que a mulher é a porta do inferno. O que Paulo, sob inspiração do Pai, define é um modelo de sociedade em que as pessoas seriam felizes, sob qualquer aspecto que queiramos estipular. Ao longo de sua história, e principalmente hoje, a humanidade tem envidado todos os esforços para criar um novo pilar para a sociedade, como se a base que o Senhor determinara fosse a desgraça feminina. Como “desculpa” para fazer essa mudança no modelo do Criador, enfatizam-se a humilhação e o desprezo da mulher na Bíblia.

O propósito do Soberano sempre foi a felicidade tanto do homem quanto da mulher, assim como também dos filhos, ou seja, Ele deu uma dica para que uma família seja feliz. Mas a sociedade prefere consertar o “erro divino”, libertando a figura feminina da “opressão”, resgatando os direitos perdidos, deixando-a ser o “homem da casa”. É verdade, Deus deve ser um ignorante mesmo. Fazer o quê, as feministas devem estar certas?

Por José Ernesto Conti


Leia mais

Mulheres Possíveis
Preparando as mulheres do amanhã

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se