25.2 C
Vitória
sexta-feira, 30 outubro 2020

“Demissão” por falar do amor de Deus

Leia também

TCU investiga Bolsonaro e Flávio Bolsonaro

O senador Flávio Bolsonaro para debater supostas "irregularidades das informações constantes de Relatórios de Investigação Fiscal"

Guedes diz esperar que SP pague pela vacina

O presidente Jair Bolsonaro e Doria divergem publicamente sobre a obrigatoriedade da vacinação contra a covid-19

Bolsonaro reforça que não quer privatizar o SUS

Presidente destacou ainda que não pode remanejar recursos do Legislativo para a Saúde e que não era um "ditador"

A professora foi demitida após dizer a frase para uma aluna lésbica. Svetlana Powell foi acusada de terrorismo na escola onde lecionava, no Reino Unido.

Svetlana Powell tem 17 anos de experiência no magistério. Ela foi demitida pela Academia de Aprendizagem T2, na cidade de Bristol em junho de 2016. O motivo foi seu posicionamento sobre a homossexualidade.

A professora teria respondido a uma estudante de 17 anos sobre sua crença pessoal. Ela explicou que a homossexualidade era contra a vontade de Deus. E deixou claro que, como cristã, amava a cada pessoa, independentemente do que eles faziam.

Uma das colegas, afirmando ser lésbica a contestou, quando a professora disse em frente a toda a classe: “Deus te ama”. Dois dias depois, a Diretora dos Recursos Humanos da escola, Stacy Preston, comunicou que a senhorita Powell seria demitida por sua “conduta desrespeitosa”.

Denúncia

A aluna denunciou a professora. Ela foi enquadrada como potencial “perigo de radicalização”, pelo órgão de vigilância antiterrorista do governo, a Prevent. Grupo de alunos alega ter sofrido “lavagem cerebral”.

O caso foi parar na justiça. Diante do tribunal do Reino Unido, a diretora da instituição de ensino, Sian Prigg, relatou que um grupo de estudantes se queixou a ela de terem sofrido uma “lavagem cerebral”. E fez com que os alunos se sentissem “culpados”. Ela contatou o escritório local da Prevent, que entrou em ação, classificando Powell como uma “ameaça” por suas convicções religiosas.

Em sua defesa, a professora diz que a conversa na sala de aula visava “Fazer uma discussão que abordava questões incluídas no plano de aula”. “Eu considerei o tema apropriado, pois a discussão sobre a perspectiva cristã contribuiria para o debate das questões culturais de nossa sociedade”, explicou.

Um dos alunos teria perguntado se a aluna lésbica “iria para o Inferno”. A opção de Powell foi dizer que a perspectiva cristã histórica é que só existe um caminho de salvação, através de Seu filho, Jesus Cristo, mas não disse nada sobre o “Inferno”.

Justificativa

Segundo a direção da escola, Powell foi demitida por que seus comentários foram considerados ofensivos por alguns alunos não cristãos. O tribunal não emitiu juízo sobre ela representar (ou não) perigo de “radicalização”, mas deu ganho de causa para a escola, que teria direito de impedir manifestações religiosas em sala de aula.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Fernanda Brum: novos ares e novos projetos

Em 29 anos de carreira, dona de uma extensa discografia, com diversas premiações e troféus, Fernanda Brum está mais acesa do que nunca: "tenho muitos sonhos pela frente", diz

Homossexualidade e divergências teológicas

Na Noruega, batistas podem sofrer divisão por desacordos teológicos sobre a homossexualidade. Saiba mais!

Covid-19 chega ao maior campo de refugiados da Jordânia

Médicos Sem Fronteiras atendeu sete casos confirmados no último mês no centro de tratamento instalado no campo, que abriga 76 mil refugiados sírios. Saiba mais!

Trilo canta “Qual é o pensamento”

É a terceira canção lançada pelo grupo pela Universal Music. Confira!

Nova fase da Academia da Bíblia SBB

Com novos cursos, o projeto de capacitação bíblica da SBB deseja auxiliar o cristão no estudo aprofundado da Palavra de Deus. Saiba mais!

Quando Deus é a fonte do equilíbrio em campo e da força emocional

Sucesso na Liga dos Campeões da Europa, o goleiro Keylor Navas, 33 anos, dirige estudos bíblicos com um grupo de 10 pessoas em Paris.

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Semana dos manuscritos do Mar Morto; Saiba mais!

Arqueólogos e especialistas vão apresentar um dos mais impactantes achados da humanidade, na semana dos manuscritos do Mar Morto. Evento, que começa nesta segunda,19, é gratuito!

Live Solidária “Um Com Eles” em Libras

A live solidária, realizada pela Portas Abertas, será transmitida pelo Facebook, e estará acessível a todos que entendem a língua brasileira de sinais. Saiba mais!

Desafio Superação em corrida virtual; É neste domingo, 18

Em alusão ao Outubro Rosa, o Desafio Superação vai mobilizar mulheres cristãs de todo o Brasil em prol da saúde. Saiba mais!

Vovô Raul Gil recebe artistas gospel em live; Saiba mais

A live gospel do Vovô Raul Gil será no dia 21 de outubro e vai reunir personalidades e artistas evangélicos. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Nova fase da Academia da Bíblia SBB

Com novos cursos, o projeto de capacitação bíblica da SBB deseja auxiliar o cristão no estudo aprofundado da Palavra de Deus. Saiba mais!

Quando Deus é a fonte do equilíbrio em campo e da força emocional

Sucesso na Liga dos Campeões da Europa, o goleiro Keylor Navas, 33 anos, dirige estudos bíblicos com um grupo de 10 pessoas em Paris.

Clovis Pinho, o que vem por aí?

Novo single de Clovis Pinho deve chegar ao mercado em novembro. Saiba mais!

“Sentido” é o novo álbum musical de Leonardo Gonçalves

Gravado em Praga, na República Tcheca, álbum conta as canções que marcaram os mais de 20 anos de carreira de Leonardo Gonçalves