back to top
21.9 C
Vitória
domingo, 23 junho 2024

Produção de motos cresce 11,3% em 2023, mostra Abraciclo

produção_motos_2023_abraciclo
Só em dezembro, foram produzidas 117,9 mil motocicletas, 38,5% acima do volume registrado no mesmo mês de 2022 - Foto por: Fabio Rodrigues - Agência Brasil

O resultado representa o maior volume em 10 anos, o que surpreendeu devido às dificuldades de escoamento da produção no último ano

No embalo da migração do consumo a veículos mais baratos e econômicos, a produção de motos chegou a 1,57 milhão de unidades em 2023, o maior volume em uma década. O crescimento na comparação com 2022 foi de 11,3%, superando a expectativa da indústria, que aguardava no início do ano um aumento de 9,7% da produção.

O balanço foi divulgado nesta sexta-feira, 12, pela Abraciclo, associação que representa as montadoras do polo industrial de Manaus (AM), onde estão quase todas as fábricas do veículo.

Junto com os resultados de 2023, a entidade divulgou projeções ao desempenho do setor em 2024, apontando um avanço de 7,4% da produção, para 1,69 milhão de motocicletas, o que, se confirmado, será o melhor desempenho em 12 anos.

Só em dezembro, foram produzidas 117,9 mil motocicletas, 38,5% acima do volume registrado no mesmo mês de 2022. Em relação a novembro, houve queda de 10,7%.

- Continua após a publicidade -

Ao apresentar o balanço à imprensa, o presidente da Abraciclo, Marcos Bento, destacou o empenho do setor para superar as expectativas apesar das dificuldades de recebimento de peças e escoamento da produção com a seca severa que comprometeu o transporte de cargas pelo rio Amazonas e afluentes no último trimestre do ano passado.

“Isso fez com que a gente tivesse falta de componentes e dificuldades logísticas, mas mesmo assim superamos as expectativas”, comentou o presidente da Abraciclo.

Maior polo de produção de motos fora da Ásia, as montadoras de veículos de duas rodas, incluindo motocicletas, de Manaus tiveram faturamento de R$ 31 bilhões no ano passado, empregando diretamente 16,8 mil trabalhadores.

Conforme a Abraciclo, as motos representam o modal de mobilidade que mais cresce no País. Lembrando que os juros seguirão em queda, conforme sinalizado pelo Banco Central, Bento disse que a melhora, já observada, no ambiente de crédito foi levada em conta, junto com a redução do desemprego, nas previsões positivas para o ano.

Pela previsão da indústria de motocicletas, a produção deve voltar neste ano ao patamar de 2012, em decorrência de um crescimento de 7,5% previsto para as vendas, de 1,7 milhão de unidades, e de 6,3% das exportações, que devem chegar a 35 mil unidades, aumento de 6,3% sobre o volume registrado no ano passado. No auge, no entanto, o setor chegou a produzir mais de 2,1 milhões de motos, marca superada em 2008 e 2011. Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -