Transformando o processo educacional cristão

Transformando o processo educacional cristão
Heslem de Magalhães Franco Oliveira Graduada em pedagogia, pós-graduada em psicopedagogia e em gestão escolar

“Quanto a seus filhos, eles são herança do SENHOR: o fruto do ventre é um presente de Deus. Como flechas na mão do guerreiro são os filhos nascidos na sua juventude” (Salmos 127:3-4)

Quando leio este versículo fico feliz em ver como Deus é bom! Acredito que a maioria das mulheres sonham em ser mães e desta forma tornar em realidade a brincadeira de bonecas na infância. Mas com a maternidade vêm os grandes desafios, pois gerar uma vida não é apenas procriar, vai muito além disso. E esta responsabilidade precisa começar antes mesmo da concepção.

Parece meio irreal, não é? Mas a própria palavra de Deus fala no livro de Jeremias 1:5:” “Antes mesmo de te formar no ventre materno, Eu te escolhi; antes que viesses ao mundo, Eu te separei…” Nossa! Analisando assim a fala do Senhor para Jeremias a gente percebe que realmente nosso Deus é o Deus na onisciência.

Se eu quero que meu filho(a) seja um estudioso(a) da palavra de Deus eu preciso primeiro passar meu tempo em estudo da palavra

Então ainda no ventre precisamos educar. Mas educar um ser em formação no ventre? Você pode imaginar: isso é impossível! Não quero me ater agora sobre estudos científicos da neurociência e dos estímulos que os bebês recebem na vida intrauterina, mas gostaria de ressaltar a importância de que como mãe e educadora para ensinar eu preciso primeiro ser um exemplo a ser seguido. Pois mais que palavras a serem ditas na educação de uma criança ou a um jovem, as nossas ações falam muito mais alto. Portanto, se eu quero que meu filho (a) seja um estudioso (a) da palavra de Deus eu preciso primeiro passar meu tempo em estudo da palavra, se quero que ele tenha a Cristo como amigo e companheiro, eu precioso de ter comunhão através da oração. Entende? Eu preciso ser a mola propulsora de uma boa educação, de um exemplo.

Como cita o pastor Oswaldo Jacob, “precisamos hoje ter uma aritmética da aprendizagem que precisa ser utilizado abundantemente dentro das famílias e igrejas: INFORMAÇÃO+FORMAÇÃO=TRANSFORMAÇÃO”. Não temos como fugir desta realidade. O sucesso educacional Cristão se baseia nesta simples ação.

Primeiro preciso informar, apresentar o conhecimento. No mundo de hoje o que mais temos acesso é a conhecimentos/informações diversas. Na palma das nossas mãos através dos smartphone o mundo informativo se faz presente. Porém, devemos aprender a selecionar o que lemos e o que informamos através da ótica de Deus.

Segundo passo é a formação. Ela tem a ver com o caráter, com valores assimilados. O conteúdo da informação precisa ser processado para fazer parte do caráter da criança. Informar é fácil, o difícil é formar. Aí entra a minha fala inicial: “não adianta pregação e ensino sem exemplo, sem vida.” E neste ponto chegamos ao nosso objetivo final esta pequena reflexão.

O terceiro passo é transformar. A metamorfose só acontece através da informação e formação. Para se ter jovens transformados em Cristo a ponto de não serem abalados pelas opiniões alheias e sim serem agentes de mudança e de influência positiva aos de seu meio.

Como mãe, professora, educadora e líder de igreja saliento que possamos aprender com Jesus o que significa educar pessoas. Sejamos seus imitadores e busquemos nEle a nossa inspiração para fazermos toda a diferença no ensino cristão de nossos filhos e nos filhos da igreja.


Heslem de Magalhães Franco Oliveira é graduada em pedagogia, pós-graduada em psicopedagogia e em gestão escolar