16.9 C
Vitória
sábado, 31 julho 2021

“Evangelho das facilidades”

Mais Artigos

Verdadeiro Evangelho nos reserva sofrimentos infindos. Reflexão aborda a necessidade de pararmos de pregar prosperidade e glória nesta terra, ou nunca estaremos preparados para o sofrimento neste mundo

Por Ricardo da Cruz

Ontem compartilhei com um amigo, Dr. Izaías, o que escutei de um pregador indiano num Congresso Missionário em Acapulco, no México. Ele afirmou: “Vocês Latinos tiraram a Cruz do Evangelho!”.

Sua fala conseguiu silenciar o auditório daquele Hotel. Esperava naquele dia sermos encorajados, desafiados a lançar projetos inovadores, arrojados pelo mundo, menos sermos exortados de forma tão honesta.

Esse palestrante questionou o evangelho que pregamos, a conduta dos missionários Latinos na Índia, e porque tiramos o sofrimento da nossa pregação. Pregamos, segundo ele, o evangelho das facilidades, do triunfalismo exacerbado, do Cristianismo sem sacrifícios. Mais de 20 anos se passaram e a tônica da sua pregação ainda ecoa nos meus ouvidos!

Paulo informa Timóteo sobre sua trajetória:

“Mas você tem seguido de perto o meu ensino, a minha conduta, o meu propósito, a minha fé, a minha paciência, o meu amor, a minha perseverança, as perseguições e os sofrimentos que enfrentei, coisas que me aconteceram em Antioquia, Icônio e Listra. Quanta perseguição suportei! Mas, de todas essas coisas o Senhor me livrou!” 2 Timóteo 3:10-11.

É importante lembrarmos que lutas semelhantes e outras mais severas se cumprem na nossa irmandade. Pedro registra esse fato: “Resistam-lhe, permanecendo firmes na fé, sabendo que os irmãos que vocês têm em todo o mundo estão passando pelos mesmos sofrimentos.” 1 Pedro 5:9

Paulo encoraja seu discípulo: “Suporte comigo os meus sofrimentos, como bom soldado de Cristo Jesus.” 2 Timóteo 2:3

O escritor aos Hebreus nos lembra daquele que pode condoer-se dos nossos sofrimentos:
“Porque, tendo em vista o que ele mesmo sofreu quando tentado, ele é capaz de socorrer aqueles que também estão sendo tentados.” Hebreus 2:18.

As escrituras não ocultam de nós que o verdadeiro Evangelho nos reserva sofrimentos infindos. Ou paramos de pregar prosperidade e glória nesta terra, ou nunca estaremos preparados para o sofrimento neste mundo, e nem para suportar adversidades até a volta do cordeiro.

A Igreja tem que permanecer triunfante a despeito da fúria do inferno!
Nos preparemos para o que está por vir, a Cruz tem o seu lugar garantido no final desta jornada. Em Cristo Jesus.

Ricardo da Cruz é pastor, escritor e diretor-presidente do Instituto de Coaching Cristão

- Publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Entrevistas