Preto no Branco “Nas palavras de Lázaro”

Foto: Divulgação

Além de “Nas palavras de Lázaro”, grupo também lançou “Mais amor por favor”. Ambas em estilo reggae adoração

Versatilidade e dinamismo. O grupo Preto no Branco inovou mais uma vez ao lançar duas composições autorais. “Mais amor por favor” e “Nas palavras de Lázaro”. Canções são uma pitada de reggae e adoração.

A primeira canção é um reggae com um pedido de paz para o mundo com tanta violência. “É um protesto contra o caos da humanidade, no qual falamos sobre a falta de amor. É uma letra mais política, não no sentido partidário. Estamos pedindo um pouco de paz para toda essa violência que hoje nos assola”, explica Alex Passos, produtor musical do grupo.

Clóvis Pinho, vocalista da banda e autor da canção, complementa. “Nessa canção eu aponto a solução que é o amor de Deus, e a forma com que a gente pode tratar o outro, vai trazer respostas de gentileza e menos violência”.

Ouça a canção na sua plataforma preferida

Já o single “Nas palavras de Lázaro” a inovação. “Imagine Lázaro, que foi ressuscitado por Cristo, de repente vendo a morte de Cristo, que foi quem o tirou da morte. Essa canção é como se trouxesse as palavras de Lázaro neste momento da morte de Jesus Cristo”, explicou Alex.

Sobre a composição da música “Nas palavras de Lázaro”, Clovis ressalta que sempre teve o desejo de falar desse assunto.

“E comecei a escrever a canção através da leitura bíblica. Foi especial escrever sobre a morte e ressurreição de Lázaro. E esta situação de morte mexe com todo nosso imaginário. A conclusão da narrativa é que aquele crê em mim, ainda que esteja morto viverá. Isso define todo o meu processo de composição”.

Poesia nas canções

Segundo o vocalista da banda, apesar de estilos diferentes, as canções marcam um formato inovador da música cristã contemporânea. E trazem uma mensagem do amor de Deus em forma de poesia.

“Na canção ‘Amor por favor’ tem uma temática de poesia mais urbana. Já na outra, a poesia é mais sacra, eclesiástica. Mas em ambas, o assunto principal é o amor de Deus que retratamos em forma de poesia. Mas a essência da mensagem delas se complementam”, concluiu Clóvis.

Conheça Nas palavras de Lázaro


leia mais

Preto no Branco 3: “Há tempo para todas as coisas”