20.5 C
Vitória
domingo, 29 maio 2022

Pressão alta e variada aumenta chance de derrame

Diferentes estudos publicados, em março, no periódico Lancet and Lancet Neurology, especializado em medicina, indicam que os atuais tratamentos conferidos a pacientes com pressão alta precisam ser revistos. Os pesquisadores europeus chegaram à conclusão que pessoas com variações ocasionais de pressão podem estar expostos a um risco maior de sofrer um derrame do que aqueles com pressão alta, porém estável. Um dos estudos, realizado na Unidade de Pesquisa de Prevenção de Derrames no Hospital John Radcliffe, em Oxford, na Grã-Bretanha, acompanhou cerca de 8.000 pacientes que haviam sofrido um enfarte. Foi descoberto que aqueles que sofriam com variabilidade da pressão arterial estavam seis vezes mais sujeitos a ter um derrame do que aqueles com constante pressão alta.A reflexão dos médicos americanos é de que agora os pacientes, antes negligenciados, por não terem pressão alta também deverão ser tratados.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se