19.9 C
Vitória
quinta-feira, 9 dezembro 2021

Presidente do Peru, Martín Vizcarra, é destituído do cargo

Martín Vizcarra é acusado de corrupção. Líder do Legislativo, Manuel Merino, vai assumir a presidência do país até o fim do mandato atual, que termina em 28 de julho de 2021

O presidente do Peru, Martín Vizcarra, foi destituído do cargo pelo Congresso nesta segunda-feira, 9, no segundo julgamento de impeachment que enfrentou em menos de dois meses. Faltavam apenas oito meses para ele completar o mandato.

Martín foi destituído por “incapacidade moral”. Ele foi denunciado por receber propinas quando era governador em 2014.

Seu antecessor, Pedro Pablo Kuczysnki (PPK), do qual ele foi vice, também não conseguiu completar o mandato e foi forçado a renunciar por pressões do Parlamento.

No caso de Vizcarra, ele foi deposto por 105 votos entre 130. Eram precisos apenas 87 votos para retirá-lo do poder. Quatro deputados se abstiveram e 19 votaram pela absolvição.

Acusações

Ele foi acusado de ter recebido propina por contratos de obras públicas em 2014, quando era governador da região sulista de Moquegua. Ainda, ele foi acusado de receber 2,3 milhões de soles (R$ 3,45 milhões) em propina de empresas que estavam construindo projetos de infraestrutura.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se