Apelo! Presidente argentino convoca igrejas para acordo

Presidente argentino Mauricio Macri em busca de um acordo com entidades para ajudar a economia do país. Foto: Reproduçãoi

“Renovamos nosso compromisso de servir a todos os nossos compatriotas e nossa nação”, respondeu a Aliança Cristã de Igrejas Evangélicas no país a convocação do presidente argentino Mauricio Macri

O presidente argentino, Mauricio Macri, convocou opositores políticos, empresários, sindicatos e igrejas para discutir um programa de dez pontos, com o qual procura estabilizar a economia volátil do país, a seis meses para as eleições presidenciais.

“Claramente, tivemos problemas para alcançar acordos sobre questões básicas do nosso desenvolvimento econômico. Por isso, toda vez que um processo eleitoral se aproxima, há muitas dúvidas sobre o nosso futuro”, diz Macri em carta dirigida à presidente Cristina Kirchner, assim como aos pré-candidatos Sergio Massa e Roberto Lavagna, entre outros da oposição.

Alguns dos pontos levantados por Macri para discussão são: equilíbrio fiscal, independência do Banco Central e luta contra a inflação, segurança jurídica, estímulo às exportações, reforma da legislação trabalhista e cortes de impostos.

Também propõe um sistema de aposentadoria “sustentável e equitativo”, um sistema estatístico fiável e o cumprimento dos pagamentos aos credores.

Acordo

A ideia é fazer um acordo nacional para enfrentar a crise econômica e social que o país enfrenta. “É uma alegria e um grande orgulho saber que nós ainda acreditamos em ficar juntos para colocar toda a inteligência e o coração que temos e ver como eles se aproveitaram de nossas chances e gerar trabalho de qualidade”, disse o presidente em uma cerimônia no Salão Blanco de la Casa Rosada, sede do governo em Buenos Aires.

A Aliança Cristã de Igrejas Evangélicas da República da Argentina (ACIERA) está entre os convocados. A entidade respondeu à participação do Presidente para proporcionar um caminho de unidade nacional para seu país.

“A Aliança Cristã de Igrejas Evangélicas da Argentina vê positiva a convite do governo para começar a estabelecer políticas de Estado, através de acordos de paz com os argentinos, enquanto mantivemos. Acreditamos no avanço consenso sobre 10 pontos e na outra chave e significados que não são mencionadas na proposta recebida questões“, diz um trecho da carta da entidade enviada ao governo argentino.

A ACIERA também deu ênfase à necessidade de o governo convocar uma ampla rodada para chegar a um acordo sobre a construção e implementação dessas questões.

“Nós aderimos a esta iniciativa e acreditamos que pode garantir o desenvolvimento integral do crescimento espiritual, social, econômico e sustentado e sustentável para os próximos anos olhar. Oramos pelo nosso país, pelas autoridades atuais e/ ou futuras e renovamos nosso compromisso de servir todos os nossos compatriotas e nossa nação ”, concluiu ACIERA em sua resposta oficial.

*Com informações do Estado de Minas


Leia mais

Argentina – Cristãos protestam contra legalização do Aborto
Na Argentina, 25 mil cristãos oram nas ruas da capital