23 C
Vitória
quarta-feira, 14 abril 2021

William Douglas em nova jornada na magistratura

Juiz federal William Douglas tomou posse nesta quinta-feira, 11, como novo desembargador do TRF-2. Evangélico, respeitado no meio jurídico brasileiro, em seu discurso de posse agradeceu a Deus pela promoção e pediu: “Que Deus me proteja”

Por Priscilla Cerqueira 

O juiz William Douglas tomou posse nesta quinta-feira, 11, como desembargador no Tribunal Regional Federal da 2ª Região, sediado no Rio de Janeiro.  Evangélico e pastor da Igreja Batista Getsêmani, o magistrado, de 53 anos, assumiu o novo posto em sessão, que foi realizada por videoconferência.

William Douglas, que tem 33 anos de serviço público, sendo 28 anos de magistrado, e com vasta experiência na carreira jurídica, chega ao cargo com o que sempre fez. “Que a humildade, coragem, independência, prudência e disciplina virem as jornadas de hora e me sigam. Que Deus me proteja”, discursou.

Nascido no Rio de Janeiro, o jurista também é escritor, professor, mestre e pós-graduado em Direito, com mais de 50 livros publicados e título de doutor honoris causa pela Escola Superior de Advocacia, da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Rio de Janeiro, OAB-RJ. Além de membro da Associação Inter-religiosa de Juristas Para o Diálogo e a Paz, o magistrado possui longa trajetória de atuação no campo social.

Pacificar a sociedade

William Douglas afirma que, como magistrado e também como cidadão, considera um dever colaborar para “pacificar a sociedade”. Ele celebra o fato de deixar sem processos em atraso a 4ª Vara Federal de Niterói – que é voltada a temas de direito civil.

“Seja como cidadão, juiz, professor ou cristão, temos o dever de pacificar a sociedade, ter moderação, urbanidade e respeito para com todos. A firmeza teológica e a crença nos valores morais e éticos podem ser exercidas de forma gentil e pacífica”, garantiu.

Em seu discurso de posse também ressaltou os dois livros que regem sua vida: a Bíblia e a constituição federal. “São esses livros que regem a minha vida. A Bíblia é a Palavra de Deus, divinamente inspirada e o amor de Cristo me constrange por ser um homem melhor”, afirmou.

O agora desembargador federal falou da importância de cumprir a Constituição sem buscar atalhos ilegais. “É um momento muito especial na minha vida e ainda estou me acostumando com essa nova fase. Terei uma grande responsabilidade, tendo em vista os reflexos das decisões do tribunal na vida de milhões de pessoas”.

Posse do cargo

William Douglas estava como titular da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ) e foi promovido à vaga destinada apenas a juízes federais de carreira. Ele substitui a desembargadora Nizete Lobato que se aposentou. O magistrado assume o cargo de desembargador por critério de antiguidade.

Ele é atualmente o mais antigo juiz de carreira atuando na 2ª Região, que tem a competências no Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Assista o depoimento do juiz na posse

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se