22 C
Vitória
quinta-feira, 6 maio 2021

Portas Abertas: 42 anos ajudando cristãos perseguidos no mundo

A organização possui no Brasil, atualmente: 40 colaboradores, 590 voluntários e quase 35 mil parceiros na causa da Igreja Perseguida.

No último dia 1º de maio foi celebrado o dia do aniversário da Portas Abertas no Brasil, que completou esse ano 42 anos. A história da instituição começou em 1955, quando o jovem holandês Anne van der Bijl, o Irmão André, como é chamado pela comunidade, obedeceu ao chamado de Deus e começou a visitar e distribuir Bíblias e literatura cristã em países da Europa Oriental.

Muitos dos relatos dessas viagens pelo território comunista foram contados no livro “O Contrabandista de Deus”. Logo, a ousadia do cristão que saía pelo mundo com o fusca abarrotado de Bíblias chegou até o Brasil e impactou muitas vidas. Uma delas foi Elmira Pasquini, no início dos anos 70.

Em 1972, ela encontrou com o autor do livro em um congresso na Áustria. Lá fez o primeiro convite para que o Irmão André visitasse o Brasil e contasse tudo o que Deus estava fazendo por meio do ministério da Open Doors. Cinco anos depois, a cristã recebeu a notícia de que as orações dela foram ouvidas e o contrabandista de Bíblias pisaria em solo brasileiro.

Na primeira reunião no Rio de Janeiro, apenas 100 pessoas foram até o estádio do Maracanã para ouvir notícias sobre a Igreja Perseguida no mundo. Porém, o melhor de Deus aconteceria no segundo encontro, quando mais de mil pessoas intercederiam pelos cristãos perseguidos durante um culto na Igreja Batista da Liberdade em São Paulo.

Enquanto o Irmão André mobilizava os cristãos brasileiros para orar e contribuir com a Igreja Perseguida, muitas ofertas espontâneas foram levantadas e o destino para elas foi a abertura de um escritório da organização no Brasil. Então, em 1º de maio de 1978, aconteceu a reunião de organização da Portas Abertas no país e a criação da primeira diretoria nacional.

Visão e parcerias

A visão que Deus deu ao Irmão André – “Esteja atento! Fortaleça o que resta e que estava para morrer” (Ap 3.2) – direciona o trabalho da Portas Abertas também no Brasil. Hoje, o escritório em São Paulo conta com os dons e talentos de mais de 40 colaboradores e prestadores de serviços. São 590 voluntários em todo território nacional e quase 35 mil parceiros ativos em oração e contribuição em projetos de encorajamento aos cristãos perseguidos.

O secretário-geral da Portas Abertas no Brasil, Marco Cruz, reconhece a importância de cada parceiro no trabalho de fortalecimento da Igreja Perseguida.

“Vocês têm feito o possível para que Bíblias cheguem onde não é permitido, que pastores sejam treinados para responder à perseguição biblicamente, que viúvas e órfãos sejam sustentados e muito mais. Obrigado por tudo isso”, agradece.

Sobre Portas Abertas

Portas Abertas é uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus. O propósito da Portas Abertas é fortalecer a parte do corpo de Cristo que enfrenta perseguição por causa de sua fé em Jesus, para que, permanecendo firme, seja o sal da terra e a luz de Cristo onde estiver.

A visão da organização é um mundo em que todos experimentem o amor de Jesus e no qual cada cristão perseguido seja lembrado e apoiado por outros cristãos.

“A Portas Abertas é grata a todos os brasileiros que contribuem para que o nosso compromisso de apoio aos irmãos e irmãs perseguidos ao redor do mundo continue e convida a todos para orar por nosso ministério no Brasil”, diz a nota em seu site.

Confira o vídeo institucional

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se