24.9 C
Vitória
quarta-feira, 6 julho 2022

Por que os crentes guardam o domingo?

A história prova que os cristãos de todos os séculos observavam o domingo por causa da ressurreição de Jesus. 

Por Lilia Barros

O domingo comemora a ressurreição de Jesus, o maior fato da história da humanidade (Jo 20:19-26). Jesus apareceu no primeiro dia da semana, aos discípulos reunidos, mais de uma vez. Eles, então, começaram a guardar o domingo. Os cristãos se emanciparam gradualmente do judaísmo, se reuniam com os judeus no sábado para alcancá-los (At 13:14-44), e num culto próprio, no domingo, o primeiro dia da semana (At 20.7; I Co 16.2; Ap 1:10). Mais tarde, a distinção se tornou completa e o domingo ficou sendo o único dia observado.

O pastor Maurício Fragale, da Nova Igreja, no Rio de Janeiro, explica que no Antigo Testamento o dia do senhor era o sábado, shabat, que era o final do último dia da semana. “Jesus ressuscitou no domingo, então a igreja passou a celebrar o dia do senhor no domingo. O shabat era uma ordenança da lei, inclusive dos 10 mandamentos que são a espinha dorsal da lei, são 613 mandamentos mas os 10 são espinha dorsal e guardar o sábado é uma lei que caducou, o fim da lei é Cristo”.

Entretanto Maurício Fragale ressalta que embora a igreja tenha passado a considerar o domingo por ser o dia da ressurreição, o dia do Senhor não é um dia só, mas são todos os dias da semana porque todo dia pertence a Ele e não somente o domingo. “E funciona também o contrário: no shabat se trabalha seis dias pra descansar no sétimo, ou seja, primeiro você se esgota, se esforça para depois descansar. Com a visão da graça do Novo Testamento você parte do descanso. O primeiro dia é o dia do descanso e depois você parte para o trabalho”, afirma.

A história prova que os cristãos de todos os séculos observavam o domingo. Inácio, que escreveu no ano 100, dizia: “Aqueles que estavam presos às velhas coisas, vieram a uma novidade de confiança, não mais guardando o sábado, porém vivendo de acordo com o dia do Senhor”. O Novo Testamento não estabelece o sábado como o dia a ser guardado. O sábado, como o sétimo dia da semana, era um sinal entre o povo de Israel e Deus. Era, portanto, de obrigação restrita dos judeus (Êx 31.13-17; Ez 20.12).

Páscoa no domingo

A Páscoa é uma celebração cristã comemorada anualmente no domingo, conhecido como Domingo de Páscoa. Significa passagem, ou travessia, o percurso feito pelos judeus depois de alcançarem a liberdade após um longo período em que foram escravizados. Libertos, os judeus fizeram a travessia do Mar Vermelho em busca da chamada Terra Prometida. A história da libertação do povo de Israel do Egito, é contada no livro de Êxodo.

A festa cristã tem origem na festa judaica, agregando um novo valor além da libertação do povo de Israel, que é a ressurreição de Cristo. Para os cristãos, Jesus morreu crucificado, na véspera da festa da Páscoa judaica, e ressuscitou dos mortos três dias depois. Essa é a maior festa para os fiéis porque marca a libertação da humanidade do pecado em troca do sacrifício de Jesus, o cordeiro de Deus. Para os cristãos, a Páscoa, significa a passagem da morte para a vida, ou seja, a ressurreição de Jesus Cristo, que aconteceu no primeiro dia da semana, o domingo.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se