22.1 C
Vitória
quarta-feira, 6 julho 2022

Planejamento estratégico para a igreja é importante!

planejamento estratégico
Foto: Reprodução

Sabia que planejar é o melhor caminho para obter os melhores resultados? Comunhão fez uma lista de elementos essenciais para o planejamento estratégico das igrejas

Por Priscilla Cerqueira

A pandemia de Covid-19 surpreendeu a todos e igrejas tiveram que ajustar suas operações e criar soluções para manter uma conexão direta e consistente com seus membros. O planejamento estratégico para igrejas ajuda na compreensão das mudanças do ambiente externo e interno.

Ainda ajuda a reconhecer problemas que podem surgir ao longo do caminho e a identificar oportunidades de melhoria. É justamente a existência do planejamento estratégico que torna uma igreja mais preparada para as mudanças. Comunhão fez uma lista de elementos essenciais para o planejamento estratégico das igrejas. Confira!

1. Reflita sobre o ano anterior

O primeiro ponto essencial é refletir sobre seus esforços, conquistas e perdas do ano anterior. Tome um tempo do seu dia e relembre como foi o ano de 2020, anotando pontos como perdas, aprendizados, falhas, atrasos e soluções.

O ponto de partida de qualquer planejamento estratégico deve ser determinar seu posicionamento, identificando os principais problemas, desafios e oportunidade. Esse é o momento de avaliação.

2. Descarte o desnecessário

Outro ponto essencial de um planejamento estratégico para igrejas é descartar o desnecessário e limpar a desordem. Descarte tudo que não precisa ou tudo que não soma no seu trabalho como líder da igreja.

Esse é o momento de analisar tudo aquilo que atrapalha sua produtividade e eficiência para poder mudar hábitos. O tempo é um recurso cada vez mais escasso, especialmente para os líderes e pastores que possuem uma rotina de trabalho muito intensa. Então, para otimizar seu trabalho é essencial que você reduza as distrações. É preciso ficar de olho nos problemas apresentados e criar estratégias para combatê-los.

3. Reveja seus métodos

Faça uma lista de tudo aquilo que pode e deve melhorar. Desde a comunicação com sua equipe até as ferramentas necessárias para o seu realizar o seu trabalho, enumere tudo que precisa começar, continuar ou parar de ser feito.

Com essas questões, reveja seus métodos e corra atrás de conhecimento, treinamento, contatos, parcerias e tecnologias para garantir sua evolução como profissional.

4. Anote seus objetivos

Depois de identificar hábitos que atrapalham sua produtividade e rever seus métodos, o que um líder cristão precisa para planejar seu ano é estabelecer objetivos. Os objetivos dão descrições concretas de onde quer chegar. Então, primeiramente, comece escrevendo tudo o que você deseja que este novo ano seja para você e para sua equipe.

Em seguida, observe quais objetivos estão mais alinhadas com o seu momento atual e quais são as suas prioridades. O ideal é não estipular um número muito grande de objetivos. Algo em torno de 5 objetivos é uma quantidade boa, mais do que isso pode interferir na sua concentração.

Por fim, anote cada objetivo em um pedaço de papel separado. Sob cada objetivo, serão estipuladas metas e tarefas para te ajudar a atingi-lo.

5. Questione seus objetivos

Antes de estabelecer as metas para atingi-los, é essencial se perguntar se eles realmente fazem sentido. Esse é o momento que devemos nos questionar do por quê deveria alcançar determinado objetivo, o que ele pode mudar em sua carreira e o que você deve fazer para conquistá-lo. Algumas perguntas essenciais nessa etapa, são: O que? Por que? Quem? Onde? Qual? Como?

7. Estabeleça prazos

Objetivos e metas sem prazos costumam ser adiados ou esquecidos. Então, seguindo nossa lista, o que um líder cristão precisa para planejar seu ano é estabelecer um prazo para cada objetivo e meta estipulada.

Os prazos ajudam a organizar os processos e manter tudo funcionando conforme o planejamento, sendo até mais fácil de identificar falhas e erros. Eles também são uma ótima maneira de manter você e sua equipe sempre motivados. Mas lembre-se: os prazos devem ser realísticos para que você não se sinta frustrado.

8. Defina seu planejamento anual

Entre dezembro e janeiro, refaça o planejamento anual. Fazer um planejamento estratégico é essencial, primeiramente, para ter uma visão clara de carreira e gestão, uma vez que ele permite que o pastor se conheça melhor como líder cristão.

Da mesma forma, o planejamento também antecipa riscos na tomada de decisões a curto e longo prazo. Tal como uma bússola, o seu planejamento anual te ajudará a guiar seu negócio e a sua equipe.

Saiba mais sobre o assunto

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se