23.3 C
Vitória
terça-feira, 16 agosto 2022

PJs de micro e pequenas empresas batem recorde de abertura

Comunhão-empresas
Os pequenos negócios apresentaram saldo positivo na criação de empregos em todos os segmentos no acumulado do ano. Foto: Media Treasy

A pandemia foi um fator determinante para muitas pessoas que perderam o emprego começarem a empreender por questão de necessidade

No ano passado, segundo uma pesquisa realizada pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) a abertura de pequenos negócios no Brasil bateu recorde, com cerca de 3,9 milhões de empreendedores formalizados.

Entre este número, estão incluídas as micro e pequenas empresas, além daquelas que se identificam como MEIs (microempreendedores individuais). A nível de comparação deste crescimento, segundo o mesmo relatório do ano passado, o número era de 3,3 milhões de negócios novos. Dessa forma, esse crescimento representa 19,8% em relação ao ano de 2020. Já com dados de 2018, o percentual é de 53,9%. Ou seja, é uma tendência essa expansão de novos negócios dentro dessas categorias.

De acordo com o próprio Sebrae, a pandemia foi um dos fatores que desencadearam o resultado destes números. Isso porque ela foi um fator determinante para muitas pessoas que perderam o emprego começarem a empreender por questão de necessidade.

Em 2021, por exemplo, o número de pessoas desempregadas ultrapassou os 15 milhões, conforme uma revisão feita pelo IBGE no primeiro trimestre do ano. Porém, a taxa de desocupação caiu, ficando em 11,1% no último ano. Antes, em 2020, esta mesma taxa era de 14,2%. No entanto, o órgão acredita que, por mais que tenha sido impulsionado pela pandemia, essa alta na abertura de novos negócios tende a continuar ainda nos próximos anos.

Pandemia também impactou na abertura e fechamento de CNPJs

Mesmo que muitas empresas tenham sido abertas no ano de 2021, o número de negócios que tiveram que fechar as suas portas também foi significativo. De acordo com o Mapa de Empresas do Governo Federal, no 3º quadrimestre de 2021, 484.470 mil empresas foram fechadas. Com isso, constata-se uma elevação de 35,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. Ou seja, mesmo que a pandemia tenha sido um dos fatores para o aumento do empreendedorismo, também foi motivo de dificuldade para muitos empresários.

Para Vanderson Silva, CEO da empresa AccountTech, a contabilidade digital é um dos meios que auxilia na abertura de novos CNPJs, pois o ‘atendimento e processos realizados de forma digital, sem a necessidade de deslocamento físico, leva economia de tempo e dinheiro se relacionados às idas aos órgãos públicos ‘

Ele ainda destaca que outro fator facilitador para esses novos empreendedores surgirem é ‘a experiência de saber cada etapa do andamento do seu processo de abertura de empresa com a adoção destes processos otimizados na área contábil’.

Sendo assim, de acordo com a própria pesquisa realizada pelo Sebrae, espera-se que o número de CNPJs abertos nos próximos anos continue crescendo, mesmo que se apresente algumas dificuldades como, por exemplo, os reflexos da pandemia.

Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se